Mathieu, central francês do Sporting, decidiu terminar a carreira depois de ter sofrido uma lesão grave no joelho esquerdo durante o treino dos leões desta quarta-feira. De acordo com o Record, confrontado com a certeza de não voltar a jogar na atual temporada, o jogador de 36 optou por deixar desde já os relvados, depois de três anos ao serviço dos leões. Mathieu vai ainda vai ser submetido a uma ressonância magnética para avaliar a extensão da gravidade do problema.

“Pensava terminar a minha carreira de outra forma, mas faz parte do futebol. Lesionei-me esta manhã num duelo. Queria tanto terminar dentro do relvado, mas o destino decidiu de outra maneira. De qualquer forma, passei 19 anos a viver a minha paixão intensamente, com altos e baixos, alegria e choro, vitórias e derrotas e troféus incríveis. Diverti-me muito a fazer o que amo e sempre amarei”, referiu o central francês, numa mensagem a que o jornal desportivo terá tido acesso. Mathieu deixou ainda um agradecimento aos clubes que representou, desde o Sochaux e do Toulouse, passando pelo Valencia e também pelo Barcelona.

“Era uma pena acabar assim, sinto-me capaz de fazer mais um ano”. Mathieu repensa ponto final na carreira

Na mensagem de despedida, o internacional francês terá ainda sublinhado a importância da família na carreira que teve. “Uma nova vida vai começar para os quatro daqui a um mês. Mal posso esperar por estar lá e poder aproveitar um pouco mais da vida sem restrições. Mil obrigados, até breve e viva a reforma!”, terminou o central.

Esta lesão, contraída durante a sessão de treino da equipa de Rúben Amorim esta manhã em Alcochete, acabou por ser o empurrão decisivo para o final da carreira de Mathieu. O jogador, que chegou a Alvalade em 2017 proveniente do Barcelona, estava a ponderar a possibilidade de deixar os relvados no fim da época, depois de um ano em que já foi bastante fustigado por problemas físicos. Em reta final de contrato com o Sporting, Frederico Varandas terá oferecido mais um ano de vínculo a Mathieu, caso este continuasse no ativo, e em abril o central francês abriu a porta à possibilidade de jogar mais uma temporada — ainda que sem confirmar se isso significava ficar nos leões ou rumar a outras paragens.

Já era nesse prisma, aliás, que Rúben Amorim estava a preparar o plantel para a próxima temporada. O treinador leonino terá pedido a contratação de um central no mercado de transferências de verão, para se juntar a Coates (com contrato até 2023 com mais um ano de opção e salário de capitão, na sequência da saída de Bruno Fernandes), a Eduardo Quaresma e Gonçalo Inácio (dois jovens da formação, ambos com renovação até 2025) e ainda a Luís Neto (com contrato até 2022). Tiago Ilori, o sexto nome desta equação, está na lista de saídas até ao início da próxima época.

Sporting. Jérémy Mathieu renova contrato até 2020

Certo é que Mathieu está desde já de fora da deslocação do Sporting, na próxima sexta-feira, para defrontar o Belenenses SAD. O central francês junta-se assim a Vietto, Acuña e Luiz Phellype, todos indisponíveis por lesão, e deve ser substituído por Neto contra os azuis, apesar das boas indicações dadas por Gonçalo Inácio: isto numa ótica de adicionar experiência ao onze inicial, já que a inclusão de Inácio a titular deixaria o Sporting com quatro elementos com menos de 20 anos no setor mais defensivo (Rafael Camacho, Eduardo Quaresma, Gonçalo Inácio e Nuno Mendes). Com Rúben Amorim, o francês já tinha ficado fora das opções iniciais na vitória contra o P. Ferreira, depois de ter sido titular com o V. Guimarães, tendo voltado ao onze na semana passada, frente ao Tondela.

Com a confirmação do fim da carreira de Mathieu, o central despede-se do Sporting depois de 106 jogos e nove golos, para além das conquistas de uma Taça de Portugal (2018/19) e duas Taças da Liga (2017/18 e 2018/19). Antes de chegar a Alvalade para assumir um papel de líder dentro e fora do balneário, Mathieu passou pelo Sochaux, pelo Toulouse, pelo Valencia e pelo Barcelona, e foi na Catalunha que acabou por ganhar tudo, incluindo uma Liga dos Campeões.