O número de casos de Covid-19 em Portugal subiu esta terça-feira para 44.416, depois de nas últimas 24 horas terem sido confirmados 287 novos casos de contágio pelo coronavírus. Ao mesmo tempo, de acordo com o boletim divulgado pela Direção-Geral da Saúde, o número de mortes provocadas pela infeção subiu para 1.629, depois de nove pessoas terem morrido nas últimas 24 horas.

O boletim desta terça-feira regista ainda a existência de 511 pessoas internadas, das quais 76 se encontram nos cuidados intensivos. Comparativamente com segunda-feira, são menos duas pessoas no total de internados, mas mais duas nos cuidados intensivos. A verdade é que, depois de uma descida, registada no início de junho com um mínimo de 366, o número de internados voltou a subir e na última semana tem oscilado em torno dos 500.

A região de Lisboa e Vale do Tejo continua a ser a que concentra mais preocupações. Dos novos casos registados nas últimas 24 horas, 207 (72%) são na região. Na segunda-feira, esta percentagem tinha sido maior: 84% dos novos casos haviam sido na região da capital.

Portugal com mais nove mortes e 287 infetados nas últimas 24 horas

A contribuir para a redução da percentagem de novos casos em Lisboa e Vale do Tejo está um aumento significativo do número de casos no Norte: registaram-se 57 novos casos, quando na segunda-feira apenas se tinham registado 18, três vezes menos. Na região Centro há mais 16 casos e no Alentejo o número subiu em 6. Também se registaram mais dois casos na Madeira.

O número de doentes recuperados da Covid-19 também continua a subir. Nas últimas 24 horas, mais 279 recuperaram da infeção. São neste momento 29.445 as pessoas que já recuperaram em Portugal desde o início da pandemia.

O boletim regista também o total de casos suspeitos identificados desde o início de janeiro: 394.134 pessoas. A grande maioria (88%) dos casos suspeitos viriam a revelar-se negativos.

Vítimas mortais tinham mais de 70 anos

Todas as vítimas mortais registadas nas últimas 24 horas em Portugal tinham mais de 70 anos, de acordo com o boletim divulgado pela DGS. Eram quatro pessoas entre os 70 e os 79 anos (dois homens e duas mulheres) e cinco pessoas com mais de 80 anos (três homens e duas mulheres).

As nove mortes ocorreram em três regiões do país. Seis pessoas morreram na região de Lisboa e Vale do Tejo, duas morreram no Alentejo e uma morreu na região Norte.

Boletim continua sem dados por concelho

O boletim divulgado esta terça-feira pela Direção-Geral da Saúde continua sem incluir os números mais atuais relativamente à distribuição geográfica por concelho dos casos de Covid-19.

“Este relatório de situação não inclui a atualização da imputação de casos aos concelhos. A DGS está a realizar a verificação de todos os dados com as autoridades locais e regionais de saúde que ficará concluída durante os próximos dias”, lê-se em baixo da tabela que indica a distribuição dos casos por concelho.

Covid-19. Dados dos concelhos nunca foram bem contabilizados. DGS está a rever todos os números

Na segunda-feira, a diretora-geral da Saúde, Graça Freitas, tinha explicado que foram detetadas discrepâncias na forma de reportar o número de casos por concelho, motivo que levou as autoridades de saúde a levar a cabo uma nova contabilização dos dados.