O Presidente da República, Marcelo Rebelo de Sousa, lamentou esta segunda-feira a morte de Maria de La Salette Fernandes, que foi jornalista e dirigiu o Diário Económico.

Maria de La Salette Fernandes, a primeira mulher diretora de um jornal económico em Portugal, morreu no domingo, aos 65 anos, vítima de doença prolongada, confirmou à agência Lusa o marido, Jaime Antunes.

Morreu a ex-jornalista La Salette Fernandes, primeira diretora do Diário Económico

Numa nota divulgada no portal da Presidência da República na Internet, Marcelo Rebelo de Sousa “apresenta as condolências à família e amigos de Maria de La Salette Fernandes”.

“A ex-jornalista da ANOP — Agência Noticiosa Portuguesa e do Semanário Económico destacou-se como diretora do Diário Económico, tendo sido a primeira mulher, em Portugal, a exercer este cargo num jornal económico”, lê-se na mesma nota.

Ministra da Cultura lamenta “morte intempestiva”

A ministra da Cultura, Graça Fonseca, lamentou esta segunda-feira  “a morte intempestiva de Maria de La Salette Fernandes”. A governante enviou à família e amigos “sentidas condolências”, segundo a mesma nota.

O velório de La Salette Fernandes realizar-se-á na terça-feira, das 17h às 24h, na Igreja de Santa Joana Princesa, em Lisboa, situada na rua dos Lagares d’El-Rei. Na quarta-feira, será cremada numa cerimónia “muito restrita”, como obrigam as regras da pandemia, disse Jaime Antunes.