O BE realiza esta sexta-feira a primeira de quatro iniciativas descentralizadas pelos distritos de Viseu, Braga, Setúbal e Porto que serão a rentrée do partido, organizadas com menos pessoas para substituir o habitual Fórum Socialismo, cancelado devido à pandemia.

De acordo com informação avançada à agência Lusa por fonte oficial do BE, as quatro ações contam com a intervenção da coordenadora bloquista, Catarina Martins, sendo o arranque esta sexta-feira à noite, em Viseu, na abertura da iniciativa “Sementeira”.

“O Bloco de Esquerda, ao longo dos últimos meses, tem adaptado a sua atividade em função da evolução da pandemia, de modo a garantir condições de segurança sanitária. Como é público, o Fórum Socialismo, iniciativa que todos os anos junta centenas de pessoas para assinalar a rentrée do Bloco, não se vai realizar este ano”, explica a mesma fonte. Assim, os bloquistas optaram por iniciativas com “um número mais reduzido de pessoas” e descentralizadas em vários distritos.

“Mesmo existindo uma alteração no formato das iniciativas, por imposição da pandemia de Covid-19, as intervenções de rentrée vão incidir, como habitualmente, nas prioridades do Bloco para o país”, acrescenta a mesma fonte. Entre essas prioridades está a resposta à situação social que o país atravessa, a proteção de quem está mais vulnerável e de quem assegura os cuidados na resposta à pandemia. Na publicação que anuncia a iniciativa desta noite em Viseu, na página do Facebook do esquerda.net é referido que “a entrada é livre, mas limitada”, podendo o lugar sentado ser garantido por mail ou telefone. “O espaço contará com distanciamento entre as pessoas, com higienização de todos os locais e álcool gel para desinfeção das mãos”, garante ainda.

Depois de Viseu, sábado é a vez de Vila Nova de Famalicão, distrito de Braga, seguindo-se depois, no outro fim de semana, Setúbal e Porto.