O deputado do Chega, André Ventura, anunciou esta quarta-feira que o partido vai retomar a sua “proposta completa de revisão constitucional” para “finalmente refundar o Estado”, “mais livre de impérios políticos” e de “clientelas políticas”.

O anúncio foi feito por André Ventura numa declaração política na Assembleia da República, em que acusou o Governo de ter falhado no combate à pandemia de Covid-19 e de “começar a desgastar o sistema político”.

“Porque falhámos todos”, afirmou, é preciso olhar para um “Estado mais livre de impérios político, mais livre de clientelas políticas”. Um Estado, descreveu, que “não tenha medo de combater viavelmente e eficazmente a corrupção” e que reconheça: “Que há minorias que vivem à nossa custa e não toleraremos.”

Que a revisão da revisão constitucional “seja o primeiro passo para a refundação do Estado”, concluiu André Ventura na sua declaração política que não teve qualquer pergunta das restantes bancadas.

O Chega apresentou uma proposta de revisão constitucional em fevereiro, mas retirou-a um mês depois, em março, quando começou a pandemia de Covid-19 e o parlamento reduziu a sua actividade.