A deputada não inscrita Cristina Rodrigues anunciou esta segunda-feira que se irá abster na votação na generalidade da proposta de Orçamento do Estado para 2021, o que reforça a segurança para a viabilização do documento do Governo. Joacine Katar Moreira já tinha admitido, no domingo, ao Observador poder votar a favor para garantir a passagem do OE à especialidade (voto esse que seria suficiente a somar aos 108 dos socialistas, considerando a abstenção do PCP e do PAN).

Aprovação do Orçamento garantida. Joacine garante ser peça de desbloqueio: “Absolutamente”

O anúncio foi feito em comunicado pela antiga deputada do PAN o que dá garantia quase total ao Governo que o documento será viabilizado, mesmo que Joacine Katar Moreira opte pela abstenção. Mas vamos a contas. Num total de 230 deputados estão confirmadas 14 abstenções (10 deputados do PCP, 3 do PAN e Cristina Rodrigues). Ao Observador, Katar Moreira já tinha avançado no domingo que, se fosse preciso, votaria a favor para garantir a viabilização do Orçamento. Mas com a abstenção de Cristina Rodrigues, ainda que o Bloco de Esquerda vote contra, é suficiente que Cristina Rodrigues, Katar Moreira e Os Verdes — que anunciam o sentido de voto na terça-feira — optem pela abstenção para garantir que o OE2021 passa.

O debate do Orçamento do Estado para 2021 no está agendado para terça-feira e quarta-feira no parlamento, sendo votado, na generalidade, no último dia. Recorde-se que o Bloco de Esquerda anunciou na noite de domingo que votaria contra a proposta do Governo na generalidade.

Governo pressionou Bloco de Esquerda até ao último minuto e agora prepara guerra aberta