O piloto português Miguel Oliveira (KTM) terminou esta sexta-feira o primeiro dia de treinos livres do Grande Prémio da Comunidade Valenciana de MotoGP, 13.ª corrida da temporada, na 17.ª posição.

O piloto luso realizou a sua melhor volta na sessão da tarde, demorando 1.31,330 minutos, mais 708 milésimos de segundo do que o mais rápido do dia, o australiano Jack Miller (Ducati), mas a apenas 362 milésimas de um lugar nos 10 mais rápidos.

No geral, foi um dia positivo. Foi difícil a última saída para a volta rápida, mas ainda há certas coisas na mota que não estão bem afinadas, pelo que amanhã [sábado] teremos de fazer um melhor trabalho na terceira sessão para entrar diretamente na Q2 [segunda e decisiva fase de qualificação]”, explicou Miguel Oliveira, em declaraçõesdifundidas pela sua assessoria de imprensa.

O piloto português está, ainda assim, “satisfeito” com o ritmo de corrida demonstrado nos treinos “com pneus usados”. “Parece-me que estou forte, mas temos de melhorar na FP3”, concluiu.

O Grande Prémio da Comunidade Valenciana de MotoGP é a 13.ª de 14 corridas previstas para esta temporada, depois da reformulação do calendário devido à pandemia do novo coronavírus.

O Autódromo Internacional do Algarve acolhe, de 20 a 22 de novembro, a derradeira prova de 2020.

Miguel Oliveira é, atualmente, o 10.º classificado do campeonato, com 90 pontos. O espanhol Joan Mir (Suzuki) lidera a tabela, com 162, e pode sagrar-se campeão mundial pela primeira vez já este domingo.