A Câmara Municipal da Lousã, no distrito de Coimbra, anunciou esta terça-feira que disponibiliza espaço para isolamento/quarentena aos munícipes que não disponham de condições nas suas residências. O município refere em comunicado enviado à agência Lusa que vai disponibilizar, a partir desta semana, “um espaço destinado a munícipes que tenham testado positivo [ao vírus da Covid-19] ou estejam a aguardar teste e não reúnam condições adequadas para realizar o isolamento/quarentena nas suas habitações permanentes”.

“Esta medida, que tem o apoio da Associação Cristã da Mocidade (ACM), que disponibilizará espaços/quartos para o alojamento dos munícipes, será operacionalizada pelos serviços de ação social da autarquia, tendo que ser cumpridas duas condições cumulativas: comprovação documental (resultado do teste ou agendamento do mesmo) e confirmação técnica da inexistência de condições habitacionais”, é referido.

O presidente da Câmara Municipal da Lousã, Luís Antunes, citado na nota, considera que “esta é mais uma importante medida de apoio às famílias neste momento em que os números de infetados têm crescido no país”. Segundo Luís Antunes, a autarquia que lidera “irá procurar continuar a implementar – de forma proporcional e no tempo adequado – medidas que possam auxiliar a comunidade neste momento difícil”.

Os cidadãos que necessitem de beneficiar do apoio referido devem contactar o Serviço de Desenvolvimento Social da autarquia da Lousã, através do telefone número 917 868 990 ou, em alternativa, através do número geral 239 990 370. Portugal contabiliza pelo menos 3.971 mortos associados à Covid-19 em 264.802 casos confirmados de infeção, segundo o último boletim da Direção-Geral da Saúde (DGS). O país está em estado de emergência desde 09 de novembro e até 08 de dezembro, período durante o qual há recolher obrigatório nos concelhos de risco de contágio mais elevado.