A Áustria manterá o recolher obrigatório e o encerramento de restaurantes e hotéis até 6 de janeiro, embora comece a desconfinar na segunda-feira, e o ski apenas está autorizado depois da véspera de Natal.

Por causa da pandemia de Covid-19, o Governo austríaco determinou que cinemas e teatros permanecerão encerrados, mas os museus e as bibliotecas abrirão a partir da próxima segunda-feira e os desportos individuais, como o popular ski, poderão voltar a ser praticados ao ar livre a partir do dia 24 de dezembro.

O turismo de inverno continuará a ser afetado, por causa do encerramento de hotéis, mas as pistas de ski e de patinagem vão reabrir a partir de segunda-feira, para que as pessoas possam praticar desporto durante as férias de Natal.

Para as festas de Natal e de fim de ano, o Governo autorizou grupos de até 10 pessoas, incluindo crianças, e vai suspender o recolher obrigatório (entre as 20:00 e as 6:00) para essas datas, mas os tradicionais mercados natalícios ficam proibidos.

As creches e as escolas para crianças e jovens até 14 anos vão retomar as aulas presenciais, enquanto os ciclos posteriores, até à universidade, continuarão com ensino à distância.

O primeiro-ministro austríaco, Sebastian Kurz garantiu que o confinamento que dura há duas semanas – com escolas, restauração, lazer e comércio não-essencial encerrados – teve um efeito positivo na queda do número de infeções, permitindo um desconfinamento gradual, embora “cauteloso”.

A Áustria conseguiu reduzir a incidência de infeções acumuladas numa semana de 600 para 250 casos por 100.000 habitantes, nas últimas semanas.

Nas últimas 24 horas, 3.972 novos casos de Covid-19 foram registados, 30% a menos do que há uma semana.

A pandemia de Covid-19 provocou pelo menos 1.468.873 mortos resultantes de mais de 63,2 milhões de casos de infeção em todo o mundo, segundo um balanço feito pela agência francesa AFP.