O fadista Carlos do Carmo morreu esta sexta-feira, no hospital de Santa Maria, em Lisboa, “vítima de um pós-operatório a um aneurisma da aorta abdominal”, informou a Universal Music Portugal, em comunicado. A “Voz”, como o descreve a empresa, completou 81 anos no dia 21 de dezembro. O Governo decretou um dia de luto nacional para segunda-feira, dia 4 de janeiro.

Carlos do Carmo despediu-se dos palcos a 9 de novembro de 2019 com um concerto lotado no Coliseu de Lisboa. No mesmo dia, o primeiro-ministro António Costa condecorou o artista com a medalha de mérito cultural pelo “inestimável contributo” para a música portuguesa.

Veja a fotogaleria acima, que mostra um pouco daquilo que foi a vida e obra de Carlos do Carmo.