O Ministério da Saúde do Panamá pondera alugar contentores refrigerados para armazenar os corpos de vítimas de Covid-19 devido à saturação das morgues dos hospitais nas zonas mais afetadas pela pandemia, incluindo a capital.

“Estamos a analisar a possibilidade de alugar contentores (refrigerados) para poder aliviar as morgues dos hospitais”, afirmou esta terça-feira Yelkis Gill, uma dirigente do Ministério da Saúde panamiano, em entrevista a uma televisão local.

Os contentores permitiriam conservar os corpos durante uma semana, o tempo necessário para as famílias concluírem os procedimentos administrativos, explicou Gill, depois de já terem sido instalados hospitais de campanha para receber os doentes.

O Panamá (4,2 milhões de habitantes) já registou mais de 281.000 casos de Covid-19 desde o início da pandemia e 4.500 mortos, com um aumento acentuado no último mês.

No passado dia 4, as autoridades decretaram um confinamento total da população na capital e na província de Panamá Oeste.