Cerca de 30 alunos do 12º ano da Escola Padre António Vieira, em Lisboa (todos em cumprimento da distância social social e a usar máscara), estão a manifestar-se à porta do estabelecimento de ensino contra a decisão do Governo de não encerrar as escolas.

À TVI24, uma das manifestantes explica que a iniciativa surgiu “organicamente, entre os alunos”, porque muitos estão  ficar “cada vez mais preocupados com a sua integridade física” ao virem às aulas todos os dias.

Posted by Inês Vasconcellos Furtado on Tuesday, January 19, 2021

“Estamos muito preocupados não só com a nossa saúde mas também com a dos nossos professores (muitos deles já são idosos) e das nossas famílias”, reforça a mesma aluna. Os manifestantes referem que muitos “têm de fazer uma hora” de caminho em transportes públicos, isso coloca-os em risco de eventual contágio e não há nenhuma alternativa de ensino à distância, “só a obrigatoriedade de aulas presenciais”.

Posted by Inês Vasconcellos Furtado on Tuesday, January 19, 2021

É exigida a possibilidade de escolha entre ensino presencial e à distância.