Artigo atualizado às 21h02 de dia 24 de fevereiro com mais pormenores sobre o acidente e estado de saúde de Tiger Woods

O golfista norte-americano Tiger Woods, que sofreu o aparatoso acidente de carro esta segunda-feira, ia “a uma velocidade relativamente maior do que o normal”, quando perdeu o controlo do seu carro, contou o xerife do condado de Los Angeles, Alex Villanueva. A informação é dada pela CNN que cita uma conferência de imprensa realizada esta terça-feira, onde o representante das autoridades deu mais alguns detalhes sobre o sucedido. O golfista terá já sido operado com sucesso no Hospital Harbor UCLA e os seus ferimentos não lhe estão a pôr a vida em perigo. Segundo a médica Anish Mahajan, o desportista “está consciente e responde a estímulos”. Mas a recuperação vai demorar, garantem especialistas.

A profissional de saúde desse centro hospitalar anunciou que Tiger Woods “sofreu ferimentos significativos ortopédicos na extremidade direita” que foram tratados durante a cirurgia. O jogador de golfe apresentava “fraturas cominutivas que afetavam quer a parte superior, quer a partir inferior da tíbia e da fíbula”. Além disso, foram detetados “ferimentos adicionais nos ossos dos pés e na anca que foram estabilizados”.

PUB • CONTINUE A LER A SEGUIR

As fraturas cominutivas na tíbia e na fíbula, que estão abaixo do joelho e acima do calcanhar, significam que esses ossos partiram-se em mais do que dois pedaços e o chegaram mesmo a perfurar a pele: “Isso significa que há um risco elevado de infeção se a fratura não for tratada rapidamente”, disse o médico Scott Boden à CNN, acrescentando que também significava que “havia uma maior chance de que o osso não cicatrizasse tão rapidamente”. 

Anish Mahajan esclarece não há ainda prognósticos sobre eventual alta ou sequer se o atleta voltará a poder jogar golf, tese compartilhada pelo médico Jeremy Faust, que considera que a recuperação será um “estrada longa”. “Por agora, ainda não é claro se ele vai ser operado outra vez ou não, devido aos procedimentos pelos quais passou.

Sobre o possível retorno ao golfe, o médico Scott Boden considera que ele deverá voltar à modalidade: “Tem uma grande chance de voltar”.

Tiger Woods seguia com cinto de segurança — e isso “salvou-lhe a vida”

Alex Villanueva disse ainda que os airbags do veículo onde seguia o várias vezes campeão de golf foram ativados e que Tiger seguia com o cinto de segurança posto, algo que, afirma o xerife, “provavelmente salvou-lhe a vida”. Também não foram identificados no local do acidente qualquer marca de travagens bruscas ou derrapagens, ou sequer existem indícios, pelo menos por agora (ainda estão a ser feitos testes) de que Tiger ficou, de alguma forma, incapacitado antes de perder controlo do carro.

No momento do acidente, Tiger Woods era a única pessoa que seguia no carro. O jogador de golfe teve de ser desencarcerado do automóvel, que apresenta danos consideráveis, com recurso a “ferramentas de resgate”.

Imagens do local, gravadas por um helicóptero de uma televisão local, mostram o carro caído numa encosta, com grandes danos na frente e com os airbags aparentemente acionados

O acidente aconteceu às 7h12 (15h12 na hora portuguesa) entre a fronteira de Rolling Hills Estates e Rancho Palos Verdes. Em conferência de imprensa, as autoridades de Los Angeles disseram que Woods estava consciente, “lúcido e calmo” quando chegaram ao local do acidente, mas não conseguia manter-se em pé.

Várias celebridades e desportistas têm desejado as melhores ao jogador de golpe. Donald Trump, ex-Presidente dos EUA, desejou as melhoras, dizendo que Tiger Woods era um “verdadeiro campeão”.

Tiger Woods estava na Califórnia para participar numas filmagens e deslocou-se a um torneio de golpe durante este fim de semana. Recorde-se que em 2020 o jogador de golfe não competiu devido a estar a recuperar de uma cirurgia às costas.

Em 2017, Tiger Woods também foi preso por alegadamente conduzir sob o efeito de drogas ou álcool na Flórida, tendo-se mais tarde confessado culpado de condução irresponsável. O jogador de golfe teve outro acidente, em 2009, também na Flórida.

Tiger Woods preso por conduzir alcoolizado

Tiger Woods, de 45 anos, é considerado um dos melhores golfistas da história, tendo já conquistado 82 títulos no circuito norte-americano PGA – recorde igualado com Sam Snead – e 15 ‘majors’.