A startup portuguesa Talkdesk, avaliada em julho de 2020 em três mil milhões de dólares, quer contratar 500 pessoas até ao final do ano. Em comunicado, a empresa que atua na área dos contact centers afirma que contratou o mesmo número de funcionários no ano passado, tendo chegado a janeiro com “1.400 colaboradores a nível global”.

Unicórnio Talkdesk avaliado em 3 mil milhões de dólares após nova ronda de financiamento

Os 500 novos postos de trabalho, que podem ser “em modo 100% remoto”, são para as áreas de: “Investigação e Desenvolvimento, Vendas e Account Management, Gestão de Projetos e Programas, Marketing, Customer Service, Gestão Financeira e Contabilidade, Recursos Humanos e IT Support”. Além de “Lisboa, Porto, Coimbra e Aveiro”, a multinacional salienta que procura talentos em todo o país, especificando: “Braga, Guimarães, Leiria, Viseu, Vila Real, Castelo Branco, Évora, Faro, Açores e Madeira”.

Apesar de a pandemia ter provocado impactos na empresa — “forçou a Talkdesk a migrar todos os colaboradores dos escritórios para as suas casas”, assume a multinacional — isso não impediu a startup de “manter os ambiciosos objetivos de recrutamento”.

Talkdesk. “Se parássemos as vendas e só retivéssemos clientes, ainda assim, crescíamos mais de 30% ao ano”

“O nosso novo modelo de trabalho, agora 100% remoto, permite-nos chegar e atrair talento de todos os pontos de Portugal, e do mundo, e isso é algo que nos entusiasma bastante”, diz Marco Costa, diretor geral e vice-presidente de desenvolvimento corporativo internacional da Talkdesk. Já em 2021, a tecnológica tem como objetivo criar um modelo de escritório “híbrido” que permita aos funcionários “escolher onde trabalhar”.

PUB • CONTINUE A LER A SEGUIR

2020 foi um ano bastante atípico a nível global, mas a nossa capacidade de resposta rápida mostrou que a digitalização não só é o futuro, como uma realidade iminente. Tivemos de readaptar muitas frentes, principalmente ao nível da cultura da empresa, que é algo que nos define bastante, mas estamos agora mais preparados”, refere Marco Costa em comunicado.

Fundada em 2011 por Tiago Paiva e Cristina Fonseca, a Talkdesk passou a ser considerada um unicórnio (empresa avaliada em mais de mil milhões de dólares) em outubro de 2018, depois de fechar uma ronda de investimento série B no valor de 100 milhões de dólares, que a avaliou em 1,2 mil milhões.