Tem acesso livre a todos os artigos do Observador por ser nosso assinante.

A Coreia do Norte não deverá participar nos próximos Jogos Olímpicos em Tóquio, marcados para julho e agosto deste ano. Segundo um comunicado da agência noticiosa do país citado pela Associated Press, a decisão tem como objetivo “proteger os atletas da crise de saúde pública causada pela Covid-19”.

A pandemia fez com que a Coreia do Norte evitasse (ainda mais) qualquer contacto com o exterior, de modo a prevenir casos importados da doença. Até agora, não há nenhuma informação sobre se já houve qualquer infeção por Covid-19 no país.

A decisão, tomada no passado 25 de março pelo comité olímpico norte-coreano, ainda não foi oficializada junto à organização dos Jogos Olímpicos, que ainda não recebeu qualquer informação sobre a participação da Coreia do Norte, indica a Associated Press.

O ministério da Unificação da Coreia do Sul lamenta o facto de Pyongyang não estar presente nas Olimpíadas e Choi Young-sam, ministro dos Negócios Estrangeiros sul-coreano, espera que o país volte atrás com a sua palavra, salientando os esforços japoneses para assegurar o cumprimento de todas as regras de segurança sanitárias no decorrer do evento.

É a primeira vez desde 1988 que a Coreia do Norte não deverá participar nuns Jogos Olímpicos, depois de em 1984, em plena Guerra Fria, o país ter-se recusado a ir a Los Angeles, nos EUA.

PUB • CONTINUE A LER A SEGUIR