Tem acesso livre a todos os artigos do Observador por ser nosso assinante.

Além dos castigados Sérgio Oliveira e Taremi, Diogo Costa é a grande ausência do FC Porto para o encontro frente ao Chelsea em Sevilha, a contar para a primeira mão dos quartos da Liga dos Campeões. O guarda-redes testou positivo à Covid-19 e está em isolamento, ficando assim de fora da lista de 25 convocados de Sérgio Conceição.

Depois de ter assolado por vários casos no início do ano, o plantel dos azuis e brancos não tinha qualquer infetado desde o final de janeiro (João Mário). Mais recentemente, alguns administradores da SAD dos dragões contraíram o novo coronavírus e ficaram em isolamento, como Vítor Baía, Luís Gonçalves e Fernando Gomes.

De recordar que, depois do caso positivo de Loum em novembro, o FC Porto teve um surto que afetou um total de 12 jogadores em janeiro: os guarda-redes Cláudio Ramos e Francisco Meixedo; os defesas Wilson Manafá, Carraça e Nanu; os médios Sérgio Oliveira, Otávio, Fábio Vieira e Romário Baró; e os avançados Evanilson, Luis Díaz e João Mário. Desde a recuperação do internacional Sub-21 que não tinham sido registados mais casos.

Diogo Costa, que foi totalista nas três vitórias de Portugal na primeira metade da fase final do Europeu Sub-21 com Croácia, Inglaterra e Suíça, leva esta temporada dez jogos oficiais entre Campeonato, Taça de Portugal, Taça da Liga e Champions, onde defrontou fora o Olympiacos na fase de grupos, em dezembro (2-0).

Assim, a lista de 25 convocados do FC Porto para o encontro frente ao Chelsea é a seguinte:

  • Guarda-redes: Marchesín, Cláudio Ramos e Francisco Meixedo
  • Defesas: Wilson Manafá, Nanu, Carraça, Pepe, Mbemba, Diogo Leite, Sarr e Zaidu
  • Médios: Loum, Grujic, Uribe, Romário Baró, Otávio, Felipe Anderson e Fábio Vieira
  • Avançados: Corona, Francisco Conceição, João Mário, Luis Díaz, Marega, Evanilson e Toni Martínez.

PUB • CONTINUE A LER A SEGUIR