A Andaluzia, que recebe no domingo o jogo entre as seleções de Portugal e Bélgica, apresenta um risco elevado de Covid-19, com uma taxa de incidência de novas infeções de 166,50, de acordo com os últimos dados oficiais espanhóis.

Esta comunidade autónoma é a que regista uma incidência acumulada de novas infeções a 14 dias mais elevada em Espanha, indicam os dados do Ministério da Saúde de quinta-feira, tendo sido notificados, nas últimas duas semanas, cerca de 14 mil novos casos de Covid-19.

Desde o início da pandemia, a Andaluzia, no sul de Espanha e que será palco do jogo dos oitavos de final do Campeonato Europeu de Futebol entre as equipas portuguesa e belga na cidade de Sevilha, tinha registado quase 613 mil casos, cerca de 14 mil dos quais diagnosticados nos últimos 14 dias.

Ferro apela a portugueses que vão “em massa” até Sevilha, mas cidade está em alerta vermelho

De acordo com os mesmos dados, na quinta-feira, estavam hospitalizadas 549 pessoas na Andaluzia por Covid-19, com 128 em unidades de cuidados intensivos.

Em declarações ao Observador, José María Arrabal, secretário-geral do Desporto da Andaluzia, pede para que os adeptos portugueses cumpram as regras impostas pelas autoridades: “Nada substitui a responsabilidade individual”, lembra.

Sevilha. “Nada substitui a responsabilidade individual”

O responsável aponta que tudo correu bem nos outros jogos do Euro em Sevilha e espera que também agora seja possível “desfrutar tranquilamente do espetáculo” e da própria cidade.

Os bares e restaurantes estarão abertos até à meia-noite e o consumo de álcool na via pública está autorizado, aponta.

Sobre o apelo de Ferro Rodrigues, o secretário-geral do Desporto da Andaluzia considera “estupendo” incentivar os portugueses a viajar para Sevilha. Apesar da pandemia, “a vida continua”, defende.

Também esta sexta-feira, o primeiro-ministro da Bélgica afirmou temer que os adeptos que viajem para Sevilha para o jogo entre Bélgica e Portugal contraiam o novo coronavírus na capital andaluza.
“Sevilha ainda é uma zona vermelha. E quem viaja para uma zona vermelha deve respeitar as regras. Há que ter muito cuidado”, alertou Alexander De Croo, citado pelo diário espanhol AS.

O Presidente da República de Portugal tem Certificado Digital Covid, mas está a analisar a situação pandémica em Sevilha para decidir sobre a sua deslocação no domingo para assistir ao jogo da seleção portuguesa de futebol.

Esta posição foi transmitida pela Presidência da República, depois de questionada pela agência Lusa se o chefe de Estado se deslocará no domingo a Sevilha para assistir ao jogo da seleção nacional contra a Bélgica.

Euro2020. Presidente da República analisa situação pandémica em Sevilha para decidir presença no jogo de Portugal

“O Presidente da República, que dispõe do Certificado Digital Covid, que lhe permite, como a qualquer outro cidadão na mesma situação, deslocar-se para fora da Área Metropolitana de Lisboa, nos termos da resolução do Conselho de Ministros de ontem (quinta-feira), está a analisar a evolução da situação pandémica em Sevilha, para tomar uma decisão final sobre a deslocação”, respondeu a Presidência da República à agência Lusa.

Esta sexta-feira, ao fim da manhã, a Assembleia da República aprovou a autorização pedida pelo Presidente da República para se deslocar a Sevilha no próximo domingo.

O projeto de resolução para assentimento do parlamento à deslocação do chefe de Estado a Sevilha foi aprovado com os votos favoráveis de todas as bancadas, mas teve a abstenção do deputado único da Iniciativa Liberal, João Cotrim Figueiredo.

Euro2020. Ida de Marcelo a Sevilha aprovada pelo Parlamento com abstenção da Iniciativa Liberal

Na quinta-feira, em Guimarães, Marcelo Rebelo de Sousa referiu-se à questão da sua eventual presença em Sevilha.

“Eu próprio já tinha dito ontem (quarta-feira) que gostava muito de ir, pensei para comigo mesmo que eu só vou se o morador em Lisboa comum puder ir, se não puder ir, não vou”, disse.

Na quarta-feira, em Budapeste, no final do jogo da seleção nacional de futebol que permitiu a qualificação para os oitavos de final do Euro2020, o Presidente da Assembleia da República, Eduardo Ferro Rodrigues, já tinha feito um apelo para “que os portugueses se desloquem de forma massiva para o Sul de Espanha e que possam apoiar uma grande vitória de Portugal nos oitavos de final”, de acordo com declarações transmitidas pela RTP.

Euro2020. Ferro Rodrigues deseja bom fim de semana aos deputados: “Os que puderem, em Sevilha, claro”

PUB • CONTINUE A LER A SEGUIR