Os desenvolvimentos do caso de Britney Spears parecem não ter fim. Agora, Mathew Rosengart, o seu atual advogado, deu finalmente entrada num tribunal de Los Angeles com um novo pedido para que Jamie Spears, o pai da cantora, seja retirado da tutela à qual está sujeita há 13 anos. O advogado quer que a tutela seja assumida unicamente por Jason Rubin, um conhecido conselheiro financeiro certificado e com poder jurídico.

Numa petição que deu entrada esta segunda-feira, 26, no tribunal, o advogado alegou que a “natureza venenosa dessa relação”, de Britney e do pai, estava a prejudicar a saúde mental da cantora e a sua capacidade de “continuar com a sua carreira extraordinária”, citado pelo The Times. Rosengart, que já antes representou alguns nomes famosos, como o realizador Steven Spielberg e os atores Ben Affleck e Sean Penn, entrou em funções a 14 de julho depois de a juíza ter aceitado que Britney Spears pudesse escolher quem queria que a representasse. Isto depois de Samuel D. Ingham III, que a representava desde 2008, aquando do início do processo, ter pedido a demissão do cargo poucos dias depois do depoimento da cantora.

Advogado escolhido por Britney aceita representá-la

No pedido, Mathew refere ainda que Jamie Spears terá lucrado muito ao longo dos últimos anos com esta posição de administrador da tutela que não tem qualificações sequer para a ocupar. O assunto será discutido numa audiência no Tribunal Superior de Los Angeles marcada apenas para 29 de setembro, com a presença da já conhecida no caso juíza Brenda Penny.

PUB • CONTINUE A LER A SEGUIR

Na submissão desta segunda-feira, Rosengart chamou a tutela de “pesadelo kafkiano”, citado pela Reuters, tendo-se tornado num processo “tóxico” e “insustentável”. O advogado classificou a eventual remoção de Jamie Spears da tutela como um “passo inicial” que poderá ser seguido depois por uma tentativa de acabar completamente com a tutela que Britney carrega desde 2008.

“As pessoas que me fizeram isto não deveriam escapar”. Como Britney Spears perdeu o controlo sobre a vida e a carreira

O primeiro passo será assim que em tribunal seja então aceite o afastamento do pai da cantora, sendo este substituído por Rubin. No documento, o advogado pede que Jason Rubin seja capaz de revogar todas as outras restrições a que Britney está sujeita, incluindo o não poder fazer decisões sobre a saúde, dando poder a este novo conselheiro financeiro de procurar oportunidades relacionadas com compromissos profissionais.

Segundo a CNBC, Rubin é diretor da Certified Strategies, uma empresa com décadas de experiência em gestão financeira imobiliária, investigação de abuso financeiro de idosos, investigação de fraude de investimento e litígio de valores mobiliários. De acordo com o site da empresa, Rubin tem experiência na gestão de carteiras de fundos de mais de 35 milhões de dólares. A de Britney Spears está avaliada em 60 milhões.