África registou mais 678 mortes associadas à Covid-19 nas últimas 24 horas e ultrapassou a barreira dos seis milhões de doentes recuperados, segundo os dados oficiais mais recentes sobre a pandemia na região.

Segundo o boletim mais recente do Centro de Controlo e Prevenção de Doenças da União Africana (África CDC), o número de óbitos associados à Covid-19 é agora 173.836.

O continente regista 6.857.642 casos, dos quais 33.626 nas últimas 24, e 6.004.395 recuperados (mais 25.857).

Neste continente, a África Austral continua a ser a região mais afetada, com 3.297.429 infetados e 90.797 mortes associadas à Covid-19.

PUB • CONTINUE A LER A SEGUIR

Nesta região, só a África do Sul contabiliza 2.484.009 infetados e 73.415 mortes.

O Norte de África, que sucede à África Austral nos números da Covid-19, ultrapassou a barreira dos dois milhões de casos nas últimas 24 horas, atingindo as 2.003.172 infeções e 55.652 óbitos associados à doença.

A África Oriental contabiliza 809.590 infeções e 17.178 mortos e a região da África Ocidental regista 540.717 infeções e 7.045 mortes.

A África Central é a região do continente com menos casos de infeção e de mortes: 206.734 casos e 3.164 óbitos.

A Tunísia, o segundo país africano com mais vítimas mortais a seguir à África do Sul, regista 20.410 óbitos e 599.594 casos, seguindo-se o Egito, com 16.550 mortes e 284.472 infetados, e Marrocos, que contabiliza o segundo maior número de infeções em todo o continente, 653.286 casos, mas menos mortes do que os dois países anteriores, com 10.015 óbitos associados à doença.

Entre os países mais afetados, estão também a Etiópia, com 4.403 vítimas mortais e 281.811 infeções, e a Argélia, com 4.404 óbitos e 176.724 infetados.

Em relação aos países de língua oficial portuguesa, Moçambique regista 1.526 óbitos e 127.425 casos de infeção acumulados desde o início da pandemia e Angola contabiliza 1.026 mortes associadas à doença e 43.158 infetados acumulados.

Cabo Verde regista 298 mortes associadas à doença e 33.906 infeções, a Guiné Equatorial 123 óbitos e 8.928 casos, a Guiné-Bissau contabiliza 79 mortos e 4.629 infetados e São Tomé e Príncipe 37 óbitos e 2.463 infeções.

O primeiro caso de Covid-19 em África surgiu no Egito, em 14 de fevereiro de 2020, e a Nigéria foi o primeiro país da África subsaariana a registar casos de infeção, em 28 de fevereiro.

A pandemia de Covid-19 fez pelo menos 4.247.424 mortos em todo o mundo, entre mais de 200,1 milhões de casos de infeção pelo novo coronavírus, desde que a OMS detetou a doença na China em finais de dezembro de 2019, segundo o balanço da AFP com base em dados oficiais.

A doença respiratória é provocada pelo coronavírus SARS-CoV-2, detetado no final de 2019 em Wuhan, cidade do centro da China, e atualmente com variantes identificadas em países como o Reino Unido, Índia, África do Sul, Brasil e Peru.