Há uma nova coligação que quer juntar todas as empresas ligadas à tecnologia em Portugal para um maior debate das leis do setor. Chama-se “Portugal Tech League”, foi criada pela consultora de inovação colaborativa Beta-i e é uma iniciativa que junta organizações nacionais ou com presença em Portugal como a AWS (Amazon Web Services), a Microsoft, a Google ou a Talkdesk, entre outras. Como anunciou esta nova liga em comunicado, o objetivo é “informar e envolver a comunidade tecnológica nas políticas digitais europeias e reforçar a presença das startups nas discussões regulatórias“.

Ao Observador, Alisson Avila, responsável pelo projeto e um dos cofundadores da Beta-i, diz que a consultora criou esta iniciativa porque foram “desafiados por alguns players do mercado, no final de 2020″. “O que fizemos foi pegar neste desafio e desenhar um projeto experimental, mas com força e envolvimento político suficiente por parte do ecossistema dentro e fora de Portugal”, adianta. Já Pedro Rocha Vieira, cofundador e presidente executivo da Beta-i, afirma: “Estamos num momento singular em que os temas do digital são cada vez mais pertinentes e a atenção da Comunidade Europeia sobre estes temas é cada vez mais incisiva”.

Portugal é cada vez um ecossistema mais maduro e com um forte enfoque nas temáticas de scale-ups e de crescimento e internacionalização da sua economia digital, onde os temas de policy são ainda mais determinantes e condicionantes”, diz Pedro da Rocha Vieira.

Em comunicado, a Portugal Tech League diz estar baseada “em dois pilares”, que são “clarificar novas propostas legislativas nos espaços tecnológicos europeu e português e recolher recomendações para divulgação pública, através de documentos com propostas de medidas dirigidas aos decisores políticos em Lisboa e Bruxelas”. Todas as propostas vão estar disponíveis na página oficial do projeto.

Este artigo é exclusivo para os nossos assinantes: assine agora e beneficie de leitura ilimitada e outras vantagens. Caso já seja assinante inicie aqui a sua sessão. Se pensa que esta mensagem está em erro, contacte o nosso apoio a cliente.