Distinguir machos de fêmeas, mesmo num mamífero pequeno como a toupeira-ibérica (Talpa occidentalis), deveria ser um processo simples: os machos têm testículos e as fêmeas não. Porém, nem todas as fêmeas seguem esta regra e as fêmeas da toupeira-ibérica têm não só testículos como um clitóris que se assemelha a um pequeno pénis.

Rafael Jiménez Medina deparou-se com este mesmo problema, nos anos 1980, durante o doutoramento em genética na Universidade de Granada, conta a revista Knowable em espanhol. O interesse do investigador era analisar os cromossomas destes animais com base em amostras recolhidas nos testículos (que pensava serem de machos), mas qual não foi o espanto quando entre os cromossomas sexuais, ora descobria XX (fêmeas), ora descobria XY (machos).

Os pénis das fêmeas das cavernas apareceram mais do que uma vez

Este artigo é exclusivo para os nossos assinantes: assine agora e beneficie de leitura ilimitada e outras vantagens. Caso já seja assinante inicie aqui a sua sessão. Se pensa que esta mensagem está em erro, contacte o nosso apoio a cliente.