O ministro da Saúde classificou como “pontual” o caso de uma grávida de 17 anos que teve de dar à luz no Hospital de Abrantes, a mais de 70 quilómetros da área de residência, devido aos constrangimentos nos serviços do Hospital Distrital de Santarém. Manuel Pizarro afirmou esta sexta-feira que o caso mostra que o funcionamento em rede está “a dar resposta com qualidade e segurança”.

A jovem, com gravidez de risco, dirigiu-se, na quinta-feira à tarde e pelos próprios meios, ao Hospital de Santarém. O Serviço de Urgência de Ginecologia e Obstetrícia e o Bloco de Partos estavam encerrados, por deliberação da Direção Executiva do SNS.

A rapariga foi, por isso, levada de ambulância para o Hospital de Abrantes, a mais de 70 quilómetros de distância, onde deu à luz.

Este artigo é exclusivo para os nossos assinantes: assine agora e beneficie de leitura ilimitada e outras vantagens. Caso já seja assinante inicie aqui a sua sessão. Se pensa que esta mensagem está em erro, contacte o nosso apoio a cliente.