Assinalam-se este mês dois anos desde o começo da invasão da Ucrânia por parte da Rússia,  acontecimento transformador da geopolítica mundial no século XXI. Um dos principais protagonistas é o Presidente russo, Vladimir Putin, que personaliza autoridade e poder de acordo com os princípios forjados nos escritórios do KGB, os serviços secretos da era soviética.

Dos começos na Faculdade de Direito à engrenagem da URSS, dos primeiros passos na política de São Petersburgo à subida a pulso até ao topo do aparelho de Estado do Kremlin, a história de Vladimir Putin é uma de ambição e conquista, geralmente contada a partir das sombras e de golpes de bastidores dignos de um enredo de espionagem.

Baseado no podcast narrativo do mesmo nome — um dos capítulos da série Podcasts+ do Observador —  baseado em dezenas de entrevistas e numa investigação extensiva, “Um Espião no Kremlin — Intrigas, Traições e Mentiras: a Ascensão e a Conquista do Poder de Vladimir Putin”, da jornalista do Observador Cátia Bruno, chega esta segunda-feira às livrarias. A pré-publicação que se segue consiste em dois excertos: o prólogo do livro, detalhando as conhecidas ligações de Putin aos serviços secretos russos e a antecâmara da sucessão de Boris Ieltsin, em plena crise dos atentados de 1999; e uma viagem até aos bastidores dos começos do Presidente russo na política, enquanto número dois da Câmara de São Petersburgo, altura em que serviu como “elo de ligação” entre a autarquia e o mundo do crime organizado.

Este artigo é exclusivo para os nossos assinantes: assine agora e beneficie de leitura ilimitada e outras vantagens. Caso já seja assinante inicie aqui a sua sessão. Se pensa que esta mensagem está em erro, contacte o nosso apoio a cliente.