762kWh poupados com a
i

A opção Dark Mode permite-lhe poupar até 30% de bateria.

Reduza a sua pegada ecológica.
Saiba mais

Sorteio da fase final do Campeonato da Europa realizou-se este sábado em Hamburgo. Últimos três qualificados serão conhecidos em março
i

Sorteio da fase final do Campeonato da Europa realizou-se este sábado em Hamburgo. Últimos três qualificados serão conhecidos em março

Marvin Ibo Guengoer

Sorteio da fase final do Campeonato da Europa realizou-se este sábado em Hamburgo. Últimos três qualificados serão conhecidos em março

Marvin Ibo Guengoer

Um sorteio onde acabar em 1.º ou 2.º faz toda a diferença: como Portugal pode fugir aos "tubarões" ou jogar com a França nos oitavos

Portugal fugiu aos maiores problemas na 1.ª fase mas posição no grupo F fará diferença na competição. Alemanha pode cruzar com vencedor do grupo mais difícil nos quartos, Inglaterra ficou no lado bom.

O facto de faltarem ainda três equipas apuradas para a fase final do Europeu pode não permite olhar de uma forma completa para tudo aquilo que pode acontecer no último ano na Alemanha. Ainda assim, pouco falta. E se é verdade que alguns dos cabeças de série tiveram sorteios um pouco mais “simpáticos” na perspetiva de um apuramento na primeira posição, o grupo B acabou por transformar-se na “poule da morte” com a atual campeã Itália a juntar-se a Espanha e Croácia. Em paralelo, também o grupo C onde se encontra a Inglaterra e o grupo D onde está a França poderão trazer dificuldades extra nas contas de um apuramento que qualifica não só os dois primeiros mas os quatro melhores terceiros. Portugal foi parar ao grupo F.

Quem joga com quem e onde se cruzam os favoritos? O calendário completo do Europeu de 2024

Numa reedição da fase de grupos do Europeu de 2008, última fase final de uma grande competição com Luiz Felipe Scolari no comando (derrota nos quartos com a Alemanha), a Seleção volta a defrontar uma Turquia que hoje está mais forte e uma Rep. Checa que hoje está mais fraca, faltando ainda saber o último adversário entre Geórgia, Luxemburgo, Grécia e Cazaquistão. No plano teórico, o conjunto de Roberto Martínez tem todas as condições para passar na primeira posição. E isso será importante no resto do trajeto.

PUB • CONTINUE A LER A SEGUIR

Boas memórias contra os turcos, a sombra de Poborský e a hipótese de reencontrar a Grécia: o grupo de Portugal no Euro 2024

Em caso de vitória no grupo F, Portugal terá depois pela frente nos oitavos o terceiro classificado dos grupos A, B ou C. Isso não impede de cruzar com quem ficar do grupo B de Espanha, Croácia ou Itália mas, à partida, o adversário deverá ser teoricamente mais acessível. No entanto, e seguindo a lógica, passar em segundo poderá levar a um confronto com a França, caso os gauleses vençam o grupo D. No primeiro cenário, a Seleção encontraria nos quartos o vencedor dos segundos classificados dos grupos D e E; no segundo cenário, e em caso de passagem, a Seleção poderá ter pela frente o vencedor do grupo E da Bélgica. Olhando para o restante quadro, se a Alemanha passar em primeiro no grupo A pode cruzar com o vencedor do “grupo da morte” nos quartos, ao passo que a Alemanha, ganhando o grupo C, está no lado “bom” do quadro de todos os emparelhamentos, evitando grandes “tubarões” pelo menos até às meias-finais.

“O Grupo F dá-nos tempo para preparar o primeiro jogo e isso é importante para nós.” A reação de Roberto Martínez ao sorteio do Euro 2020

Grupo A

Não é propriamente o melhor grupo para a Alemanha, também não se pode dizer que tenha calhado como alguma das principais “favas”. É certo que a Mannschaft atravessa uma fase particularmente atribulada com uma série de resultados negativos em encontros particulares que valeram mesmo a saída de Hansi Flick para a entrada de Julian Nagelsmann mas tudo aponta para que possa chegar a uma fase final em “casa” num patamar bem melhor do que o atual. Pela frente terá uma Hungria que não perdeu qualquer jogo durante a qualificação e uma Suíça habituada aos principais palcos num passado recente mas que não atravessa agora um momento tão alto como no passado. Sobra a Escócia. E se no papel a Escócia é aquela equipa que todos gostariam de ter, o apuramento mostrou uma equipa com mais argumentos que complicou (e muito) as contas da Espanha e deixou de fora a Noruega de Erling Haaland, um dos principais ausentes da prova.

  • O favorito: Alemanha
  • A potencial surpresa: Escócia
  • O que fica à espera: Hungria
  • Quem corre por fora: Suíça

Julian Nagelsmann, que estava sem clube desde a saída do Bayern, assumiu o comando da seleção alemã mas ainda não conseguiu inverter onda de maus resultados

Grupo B

É aqui que encontramos o “grupo da morte” do Campeonato da Europa, que só não deixará um potencial favorito de fora porque os quatro melhores terceiros classificados ainda poderão entrar nos oitavos. Apesar da competitividade esperada, a Espanha, que partia como cabeça de série, parte com um ligeiro favoritismo até pela imagem que já conseguiu deixar nos últimos encontros com Luis de la Fuente mas terá pela frente uma Croácia a preparar “The Last Dance” de Luka Modric depois de ter terminado no pódio os dois últimos Mundiais e uma Itália que, apesar das dificuldades na qualificação que começou com Roberto Mancini mas terminou com Luciano Spalletti, é campeã em título e transfigura-se para melhor nos momentos da verdade. A Albânia joga sobretudo para não ser o último classificado sem derrotas, sendo que a vitória num grupo com Rep. Checa e Polónia e a melhor substancial com Sylvinho no comando abrem esperança para uma surpresa.

  • O favorito: Espanha
  • A potencial surpresa: Croácia
  • O que fica à espera: Itália
  • Quem corre por fora: Albânia

Espanha e Itália jogaram nas meias-finais do último Europeu, com a vitória a cair para os transalpinos no desempate por grandes penalidades

Visionhaus

Grupo C

A Inglaterra continua a somar talentos atrás de talentos a uma das gerações mais talentosas da história mas que permanece refém daquilo que fica nos livros: títulos (segundo lugar no último Europeu, meias e quartos nos derradeiros Mundiais). À partida o acesso aos oitavos no Euro-2024 não trará grandes dúvidas mas nem por isso a missão está facilitada pelo adversário que saiu no pote 4: a Sérvia não foi apurada ou não passou da fase de grupos nas últimas grandes competições mas nem por isso deixa de apresentar uma equipa que é competitiva e que passou apenas atrás da Hungria no apuramento. A par de Inglaterra e Sérvia está ainda a Dinamarca, que foi uma das principais desilusões no último Mundial mas que chegou às meias-finais no Euro-2020 (perdeu após prolongamento com os ingleses), e a Eslovénia, que regressa a uma fase final do Europeu 24 anos depois e reencontra os dinamarqueses depois dos duelos equilibrados na qualificação.

  • O favorito: Inglaterra
  • A potencial surpresa: Sérvia
  • O que fica à espera: Dinamarca
  • Quem corre por fora: Eslovénia

Inglaterra e Dinamarca voltam a encontrar-se depois das meias-finais do Euro-2020, que terminaram com a vitória dos ingleses no prolongamento

Getty Images

Grupo D

A França, atual vice-campeã mundial após ter ganho o título em 2018 não teve um Europeu para recordar em 2020 mas mostrou durante a qualificação que é uma das melhores, mais regulares e mais competitivas em qualquer competição. À partida, o conjunto de Didier Deschamps deverá passar em primeiro mas nem por isso tem um grupo “fácil”, com os Países Baixos a procurarem mais uma prova de redenção depois de um Campeonato do Mundo onde surgia como outsider mas só caiu nos quartos frente à Argentina no desempate por grandes penalidades. A Áustria continua o seu processo de evolução e lutou até à última jornada pelo primeiro lugar do grupo com a Bélgica, tentando agora mais do que os oitavos que alcançou no Euro-2020. Do playoff virá ainda uma equipa entre Polónia, Estónia, Gales e Finlândia, equipas que não deverão ter grandes possibilidades na teoria de fugir ao quarto e último classificado do grupo.

  • O favorito: França
  • A potencial surpresa: Áustria
  • O que fica à espera: Países Baixos
  • Quem corre por fora: Vencedor do playoff A

Kylian Mbappé, que foi campeão e vice-campeão mundial pela França, ainda procura a primeira final de um Campeonato da Europa por França

Getty Images

Grupo E

A Bélgica voltou a ter uma fase de qualificação sem qualquer derrota como tinha feito para o Euro-2020 com Roberto Martínez e provou que aquele final de ciclo anunciado após a eliminação precoce no Mundial do ano passado mais não era do que o início de uma nova era com novos jogadores de qualidade que mantêm a equipa como uma das melhores no plano europeu. O sorteio também ajudou na teoria a um apuramento com menos problemas do que outros cabeças de série terão, sendo que a Roménia foi talvez a principal revelação na fase de qualificação acabando no primeiro lugar o grupo I sem qualquer derrota. Já a Eslováquia, como se viu no grupo de Portugal, não terá grandes ambições a não ser uma potencial chegada aos oitavos. Sobra o vencedor do playoff B e é daqui que pode surgir a principal surpresa entre a equipa que saia entre Israel, Islândia, Bósnia e sobretudo Ucrânia, todas com capacidade para lutarem pelo segundo lugar do grupo.

  • O favorito: Bélgica
  • A potencial surpresa: Vencedor do playoff B
  • O que fica à espera: Roménia
  • Quem corre por fora: Eslováquia
epa10985042 Romelu Lukaku of Belgium celebrates after scoring his third goal in the UEFA EURO 2024 Group F qualification match between Belgium and Azerbaijan in Brussels, Belgium, 19 November 2023.  EPA/OLIVIER MATTHYS

Depois de um Mundial aquém das expetativas, avançado belga Lukaku foi o melhor marcador de toda a fase de qualificação para o Europeu

OLIVIER MATTHYS/EPA

Grupo F

Portugal parte como favorito à vitória do grupo F que funciona quase como uma reedição da fase final do Campeonato da Europa de 2008, não só por aquilo que conseguiu fazer durante um apuramento histórico só com vitórias mas também pelo atual leque de opções que vai transformar logo numa dor de cabeça para o selecionador Roberto Martínez escolher apenas 23 jogadores. No entanto, a Turquia, que ganhou um grupo que tinha Croácia e Gales e vai jogar também em “casa” na Alemanha, promete ser um adversário complicado nesta fase de grupos, juntando-se ainda uma Rep. Checa que anda longe dos bons velhos tempos em que por exemplo bateram a Seleção nos quartos do Euro-1996. O quarto adversário, saído do playoff C, pode ainda promover um reencontro com a Grécia, que está na corrida com Geórgia, Luxemburgo e Cazaquistão.

  • O favorito: Portugal
  • A potencial surpresa: Turquia
  • O que fica à espera: Rep. Checa
  • Quem corre por fora: Vencedor do playoff C
epa10985451 Portugal's Cristiano Ronaldo applauds supporters after winning the UEFA EURO 2024 Group J qualifying soccer match between Portugal and Iceland in Lisbon, Portugal, 19 November 2023.  EPA/RODRIGO ANTUNES

Ronaldo vai fazer história ao tornar-se o primeiro jogador da história a participar em seis fases finais do Campeonato da Europa

RODRIGO ANTUNES/EPA

Oitavos de final

  • Jogo 37: vencedor do grupo A-2.º do grupo C
  • Jogo 38: 2.º do grupo A-2.º do grupo B
  • Jogo 39: vencedor do grupo B- 3.º do grupo A, D, E ou F
  • Jogo 40: vencedor do grupo C-3.º do grupo D, E ou F
  • Jogo 41: vencedor do grupo F-3.º do grupo A, B ou C
  • Jogo 42: 2.º do grupo D-2.º do grupo E
  • Jogo 43: vencedor do grupo E-3.º do grupo A, B, C ou D
  • Jogo 44: vencedor do grupo D-2.º do grupo F

Quartos de final

  • Jogo 45: vencedor do jogo 39-vencedor do jogo 37
  • Jogo 46: vencedor do jogo 41-vencedor do jogo 42
  • Jogo 47: vencedor do jogo 43-vencedor do jogo 44
  • Jogo 48: vencedor do jogo 40-vencedor do jogo 38

Meias-finais

  • Jogo 49: vencedor do jogo 45-vencedor do jogo 46
  • Jogo 50: vencedor do jogo 47-vencedor do jogo 48

Final

  • Jogo 51: vencedor do jogo 49-vencedor do jogo 50

Ofereça este artigo a um amigo

Enquanto assinante, tem para partilhar este mês.

A enviar artigo...

Artigo oferecido com sucesso

Ainda tem para partilhar este mês.

O seu amigo vai receber, nos próximos minutos, um e-mail com uma ligação para ler este artigo gratuitamente.

Ofereça artigos por mês ao ser assinante do Observador

Partilhe os seus artigos preferidos com os seus amigos.
Quem recebe só precisa de iniciar a sessão na conta Observador e poderá ler o artigo, mesmo que não seja assinante.

Este artigo foi-lhe oferecido pelo nosso assinante . Assine o Observador hoje, e tenha acesso ilimitado a todo o nosso conteúdo. Veja aqui as suas opções.

Atingiu o limite de artigos que pode oferecer

Já ofereceu artigos este mês.
A partir de 1 de poderá oferecer mais artigos aos seus amigos.

Aconteceu um erro

Por favor tente mais tarde.

Atenção

Para ler este artigo grátis, registe-se gratuitamente no Observador com o mesmo email com o qual recebeu esta oferta.

Caso já tenha uma conta, faça login aqui.