Global Shapers

Global Shapers

Ou os partidos se abrem ou ficam a falar sozinhos

454
A introdução de eleições primárias para candidatos a primeiro-ministro é um modelo com virtudes: os candidatos passam a falar para fora, em vez de se focarem apenas em questões internas.
Global Shapers

Talvez o voluntariado seja um monte de tretas

3.534
Apenas um em cada dez portugueses faz voluntariado. Assim, é urgente questionarmo-nos: será que o voluntariado realmente importa? Sete lições aprendidas em dez anos ajudam a responder.
Global Shapers

Web Summit: mais explosiva do que a Bitcoin?

403
Em 2011, no início da última crise, 42% da indústria nacional competia com a China, sem valor acrescentado ou potencial de qualidade. O empreendedorismo tecnológico representa exatamente o contrário.
Global Shapers

Uma escola diferente

598
Uma escola na zona mais pobre e isolada da Madeira, onde metade das famílias não tem internet e 92% dos alunos beneficiam de Ação Social Escolar, tem tido notas superiores à média. Como? E porquê?
Global Shapers

O​ ​superpoder​ ​dos​ ​inovadores

165
A regra dos 40% é simples: quando a nossa cabeça diz que não conseguimos, que estamos exaustos e não podemos ir mais longe e vamos fracassar, ainda só fizemos apenas 40% do que precisamos fazer.
Global Shapers

Já ouviram falar do Dia Global da Dignidade?

191
Se tivessem de escrever num papel que atitude mudariam para garantir que os princípios da dignidade são cumpridos e ajudar a garantir a dignidade dos outros à vossa volta, qual seria a vossa promessa?
Global Shapers

A ciência do lucro e a responsabilidade social

651
Portugal é um caso de sucesso a nível mundial na área da inovação social, sendo um dos sete países no mundo que conseguiu nota máxima na política nacional neste campo. Como fazer ainda melhor?
Global Shapers

Pela liberdade de uma alimentação mais saudável

684
Para quando um sistema único, obrigatório, como o semáforo nutricional de que todos já ouvimos falar, definido pela Direcção-Geral da Saúde, para todos os alimentos disponíveis no país?
Global Shapers

O futuro do trabalho

498
Já há bots a resolver multas de trânsito, algoritmos a escolher tratamentos para cancro ou a selecionar profissionais. Próximas décadas serão desafiantes, mas há dois vetores a precisar de trabalho.
Global Shapers

Agora é o momento

191
A verdadeira questão é como preparar os futuros líderes. Cerca de 50% da população mundial tem menos de 30 anos e esta é a geração que tem de ser mais envolvida como parte da solução para os problemas
Global Shapers

Colonizadores de talento

432
Somos desenrascados e criativos de tal forma que criamos unicórnios que apenas o são no papel (refiro-me, naturalmente, à história da Yupido). Para criar uma empresa de sucesso não basta ter a visão
Global Shapers

Devemos ser todos feministas. Mas mesmo?

774
Há tantas ou mais diferenças dentro de um género do que entre géneros. Acredito que não somos nem devemos ser todos iguais, mas que todos devemos ter as mesmas oportunidades.
Global Shapers

Portugueses precisam de ser “piratas de ideias"

148
Vejo em Portugal uma necessidade clara de que a liderança aborde problemas de uma maneira diferente, focando e encorajando a discussão rápida de ideias focadas em ação – requer ação e não retórica.
Global Shapers

ForM@r para o crescimento azul

Várias entidades têm visto no sucesso do empreendedorismo nacional, aliado à necessidade de inovação e modernização da Economia do Mar, o mote para diversas iniciativas para cativar interesse
Global Shapers

Humanidade Aumentada - H.Á. esperança no futuro

A quarta revolução industrial será marcada não só pela velocidade, como também pela sua escala e profundidade (mudanças radicais e globais), resultando na total transformação dos sistemas.
Global Shapers

Hack for Good: programar para ajudar

102
Durante o último ano, membros da comunidade empreendedora e tecnológica juntaram-se a empresas, instituições e cidadãos num conjunto de meetups. Foi o ponto de partida para a maratona Hack for Good.
Global Shapers

Portugal: a nação reinventada

167
Que Portugal queremos comunicar no contexto internacional? O Portugal de Fátima? O Portugal de Cristiano Ronaldo? O Portugal de Salvador Sobral? Ou o Portugal da Web Summit?
Global Shapers

E vivemos desempregados para sempre

750
Com mais tempo livre, a forma como o ocupamos será uma das nossas maiores preocupações e uma que poderíamos ter já. Estamos entre os maiores workaholics da Europa e tiramos disso poucos benefícios.
Global Shapers

Educação financeira: prioridade nacional

183
Cidadãos com melhor literacia financeira teriam não só práticas mais responsáveis, como também escrutinariam muito mais assertivamente os responsáveis políticos e económicos.
Global Shapers

A relação professor-aluno é uma escola para a vida

406
Os professores são a esperança num mundo livre de ignorância e cheio de valores. Esta questão é tão mais relevante quanto mais tempo passamos em ambientes sem moderação, como a internet.
Global Shapers

Inovação social: uma oportunidade para Portugal

277
Quando investidores privados incluírem a variável 'impacto' nas suas decisões de investimento, a par de risco e retorno, mais investimento será mobilizado para modelos de negócio que geram lucro
Global Shapers

Stress: o último tabu do campus

1.759
Cabe-nos alertar os alunos que é importante saber lidar com a frustração e com o erro e que é essencial saber equilibrar o estudo e o resto da vida – sob pena de parecer que nada mais existe.
Global Shapers

Poderá o 'fintech' salvar a banca nacional?

465
Talvez a responsabilidade mais urgente, que está a ser ignorada, seja a de criar condições para Portugal usufruir do Brexit. Afinal, uma das maiores indústrias inglesas é a financeira.
Global Shapers

Inovação: oportunidade e imperativo

277
Está criado o caldo de cultura que permite, em 20 a 30 anos, transformar o tecido económico nacional integrando conhecimento de base científica e criando vantagens competitivas sustentáveis.
Global Shapers

O poke mental e as redes sociais

731
Há quem diga que no amor e na guerra não há limites nem regras. E nas redes sociais? Estamos a tornar-nos mais empáticos ou mais violentos? Emocionalmente mais inteligentes? Tenho as minhas dúvidas.
Global Shapers

A privacidade morreu! Viva a privacidade!

110
Somos, em grande medida, aquilo que fazemos quando achamos que ninguém está a ver. Que pessoas nos tornaremos se sentirmos que nunca estamos realmente fora do alcance dos outros?
Global Shapers

Global Shapers: o futuro está nas mãos dos jovens

253
O país não tem dado tanto quanto poderia. Faz falta um Portugal jovem, polido, dinâmico, na frente. Arrojado sem ser ridículo. Moderno e consciente da sua história. Cosmopolita e solidário.

Só mais um passo

Ligue-se agora via

Facebook Google

Não publicamos nada no seu perfil sem a sua autorização. Ao registar-se está a aceitar os Termos e Condições e a Política de Privacidade.

E tenha acesso a

  • Comentários - Dê a sua opinião e participe nos debates
  • Alertas - Siga os tópicos, autores e programas que quer acompanhar
  • Guardados - Guarde os artigos para ler mais tarde, sincronizado com a app
  • Histórico - Lista cronológica dos artigos que leu unificada entre app e site