Morreu, na passada quinta-feira, a cantora Cybele de Sá Leite, co-fundadora do Quarteto em Cy, um dos grupos femininos de música popular mais relevantes na cena cultural brasileira. Aos 74 anos, Cybele não resistiu a uma embolia pulmonar e acabou por falecer em sua casa, no Rio de Janeiro.

O Quarteto em Cy foi fundado nos anos 1960 pelas quatro irmãs baianas Cyva, Cybele, Cynara e Cylene, depois de Vinicius de Moraes e Carlos Lira terem convencido as irmãs a formarem o grupo que comemorou este ano 50 anos de atividade. O quarteto colaborou com grandes nomes da música brasileira — Vinicius de Moraes, Toquinho, Dorival Caymmi, Tom Jobim e Chico Buarque, e gravou mais de 30 discos.

cybele4

Em 1967, Cybele decidiu afastar-se do grupo para se casar, tendo sido substituída pela cantora carioca Regina. Juntamente com a irmã Cynara, formou a dupla Cynara e Cybele que, em 1968, interpretou “Sabiá”, de Tom Jobim e Chico Buarque, no III Festival Internacional da Canção Popular, no Rio de Janeiro. Acabariam por ganhar, destronando a música de Geraldo Vandré, “Pra dizer que não falei das flores“, que se viria a tornar um hino de resistência dos movimentos civis e estudantil que se opunham à ditadura militar.

PUB • CONTINUE A LER A SEGUIR

https://www.youtube.com/watch?v=Zhxcu55PRHI

Ao longo dos anos o Quarteto em Cy teve várias formações. Cybele acabaria por regressar ao grupo em 1980 para substituir a cantora brasileira Dorinha, que entrara em 1972. Até 2013 o grupo era composto pelas fundadoras Cyva, Cynara e Cybele, e pela cantora Sónia Albuquerque. Nesse ano Cybele decidiu afastar-se novamente para se dedicar mais à família.