As autoridades norte-irlandesas lançaram esta semana uma campanha invulgar para travar a multiplicação de fábricas de produção e cultivo de canábis. Trata-se de distribuir entre a população local uma espécie de ‘raspadinhas’ que emanam o cheiro daquela droga, para que ajudem a polícia a identificar e localizar as quintas onde está a ser produzida.

Segundo o jornal britânico The Guardian, os cartões “para raspar e cheirar” contêm um elemento que imita o cheiro da canábis no seu estado inicial de plantação, que difere bastante do cheiro de quando está no seu estado final de consumo. O objetivo é fazer com que a população ajude na operação de encerramento destas fábricas.

Dados revelados recentemente indicam que, só no espaço de um ano (entre 2013 e 2014), houve um aumento de 44% deste tipo de fábricas ao longo do território norte-irlandês. No ano passado a polícia nacional localizou um total de 130 quintas que se dedicavam à produção desta planta e, desde o arranque do ano, já encontrou mais 49. Segundo um oficial da polícia, todas as semanas são identificadas e encerradas mais de duas quintas de produção desta droga. De abril a agosto, a polícia prendeu mais de mil pessoas por crimes relacionados com droga e apreenderam nas ruas quase 5 milhões de euros desta substância ilegal.

De acordo com o ministro da Justiça, David Ford, trata-se de uma abordagem nova para um “problema crescente”. “Os novos cartões vão permitir aos membros da comunidade ajudar a solucionar este problema da nossa sociedade, identificando atividade criminal que possa haver perto das suas casas ou locais de trabalho”, disse.

Os cartões que estão a ser distribuídos como parte da campanha de sensibilização para o problema são, de acordo com as autoridades locais, “completamente seguros”, não tendo “vestígios de droga” mas apenas “o cheiro da planta”.

Entretanto, como parte desta nova campanha, a polícia divulgou um vídeo onde explica ao público como estar atento aos sinais que permitem reconhecer que há fábricas de canábis na área.

https://www.youtube.com/watch?v=QvQcl5gnR9I

Os sinais patentes na “raspadinha” que as autoridades norte-irlandesas dizem ser indicadores da presença de quintas deste tipo são os seguintes:

  • um forte cheiro adocicado;
  • propriedade com as janelas fechadas mas iluminada por dentro, durante o dia e a noite;
  • elevados níveis de aquecimento e condensação;
  • zumbido constante de ventilação;
  • excesso de quantidade de cabos.