O capitão e guarda-redes sul-africano, Senzo Meyiwa, foi assassinado a tiro este domingo, confirmou a polícia da África do Sul. Senzo Meyiwa envolveu-se numa discussão com duas pessoas que entraram na casa da namorada em Vosloorus, a sul de Joanesburgo, e acabaram por abatê-lo a tiro. Os três suspeitos (um deles encontrava-se no exterior) fugiram a pé.

A notícia foi avançada pelas forças policiais no Twitter, que com isso quebraram o protocolo.

O incidente aconteceu por volta das 20h00 (18h00 em Lisboa). Segundo o que disse a polícia, os homens terão exigido que Meyiwa entregasse o telemóvel e depois dispararam. O jogador foi declarado morto à chegada ao hospital, mas nenhuma das restantes pessoas que estavam na casa ficou ferida.

Este sábado a equipa Orlando Pirates, onde o jogador de 27 anos é capitão, tinha ganho 4-1 à equipa do Ajax Cape Town, seguindo caminho para as semi-finais da Taça da Liga da África do Sul.

A polícia sul-africana oferece 150 mil rand (cerca de 10 mil euros) a quem tenha informações que possa levar à detenção dos criminosos.