Não há volta a dar: os bancos são cruciais para si e para todos. Se quer investir as suas poupanças, tornam-se ainda mais importantes. É básico saber que precisa de um intermediário financeiro para conseguir fazer aplicações em instrumentos financeiros.

A importância que os bancos têm na vida particular deve obrigar os consumidores a serem seletivos na eleição de quem pode mexer e saber sobre o seu dinheiro. Muitas pessoas são clientes de bancos apenas porque sempre o foram. Não deve ser assim: os bancos devem ser escolhidos pelo que podem fazer pelo seu dinheiro.

Se prefere depósitos a prazo, eleja bancos tradicionalmente generosos. Se procura fundos de investimento, busque os bancos com mais fundos (Banco Best, ActivoBank, Banco Big, Banco Invest e Deutsche Bank, por exemplo), porque é provável que tenham os melhores. Se apenas aplica o seu dinheiro em Certificados de Aforro e do Tesouro, opte por um banco sem custos do dia-a-dia, como o ActivoBank.

Evite colecionar contas bancárias. Ter dinheiro espalhado por muitos bancos aumenta as possibilidades de lhe cobrarem comissões e outras despesas sem que repare. Na poupança, todos os tostões contam.