O papa Francisco encurtou a visita à região central das Filipinas devido à ameaça de uma tempestade tropical na zona devastada pelo tufão Haiyan em 2013.

O papa chegou ao aeroporto de Tacbloban pouco antes das 09:00 (01:00 em Lisboa) e voltou a partir com destino a Manila por volta das 13:00 (05:00 em Lisboa), constataram jornalistas da AFP.

O Haiyan, que devastou, a 08 de novembro de 2013, a região central do arquipélago, com ventos de até 315 quilómetros por hora, foi o tufão mais forte e o segundo desastre mais mortífero na história recente das Filipinas, tendo causado mais de 5.700 mortos.