A obra partir por todos os dias é o quarto livro da Amieira, uma editora que pretende ser “um ponto de encontro entre quem faz fotografia e quem gosta de a ver”. O livro reúne fotografias de José Maçãs de Carvalho, autor de uma extensa obra fotográfica e nomeado para o prémio BES Photo 2005.

Capturar

Partir para todos os dias é, acima de tudo, um livro de viagens, que reúne fotografias tiradas entre o final dos anos 90 e os anos 2000. Algumas captadas na Europa, outras na Ásia, “como quem regressa a uma outra casa, sem estranheza”, como refere o autor. A maioria foi tirada na China e em Macau, onde Maçãs de Carvalho lecionou no Instituto de Estudos Europeus.

“A viagem é sempre um impulso, um gesto para a alteridade e a fotografia pode fazer emergir esse ‘outro’ que há em nós, cumprindo-se nesse estado de suspensão em que nos encontramos quando nos ausentamos do quotidiano”.

O autor, José Maçãs de Carvalho, nasceu em Anadia em 1960. É licenciado em Línguas e Literaturas Modernas, tem uma pós-graduação em Gestão de Artes e um doutoramento em Arte Contemporânea, pelo Colégio das Artes da Universidade de Coimbra. Nomeado para o prémio BES Photo em 2005, fez também parte da shortlist do prémio de fotografia Pictet Prix, na Suíça. Desde 1990 que faz exposições de fotografia e em 2000 estreou-se no vídeo.

PUB • CONTINUE A LER A SEGUIR

A Amieira nasceu com o objetivo de perpetuar coleções de fotografia “com critério, mas sem barreiras”. Sob a direção de Manuel Falcão, a editora já lançou os volumes Ao Correr do Tempo de Luiz Carvalho, 2013:personal works de Carlos Ramos e Insomnia de Carlos Medeiros.