O ministro das Finanças alemão, Wolfgang Schauble, considerou hoje ser preciso dar “algum tempo” ao Governo grego de Alexis Tsipras, no poder há apenas um mês, e afirmou estar confiante na vontade de Atenas de aplicar reformas.

“O novo Governo grego é muito apoiado pela população. Confio nele para aplicar as medidas necessárias, criar uma administração fiscal eficaz e responder aos compromissos assumidos”, sublinhou o ministro conservador numa entrevista na última edição do Bild am Soontag.

“É preciso dar algum tempo a um governo novo”, acrescentou. O partido da esquerda radical Syriza chegou ao poder após as eleições de 25 de janeiro.

Schauble frisou que “governar é um encontro com a realidade”.

Na sexta-feira, os deputados alemães aprovaram, por esmagadora maioria, o prolongamento do programa de resgate por quatro meses, até 30 de junho próximo, após um compromisso entre os ministros europeus das Finanças e Atenas, que aceitou manter as reformas.

“O meu homólogo grego tem o direito a ser tão respeitado quanto os outros”, afirmou Schauble sobre Yanis Varoufakis: “Ele comportou-se comigo de forma absolutamente correta”.

Para o ministro das Finanças alemão, “os contratos são mais importantes do que as declarações”.