A BBC suspendeu Jeremy Clarkson, apresentador do programa dedicado a automóveis Top Gear, depois de este se ter envolvido numa querela com um dos produtores. O programa foi retirado da grelha de programação do canal no domingo à noite, enquanto o caso é investigado escreve o Guardian.

A retirada do programa Top Gear da grelha da BBC terá fortes consequências para a estação. Top Gear é o programa mais popular em exibição na BBC2, com mais de 5 milhões de espetadores nas noites de domingo. Em termos de publicidade, rende qualquer coisa como 209 milhões de euros.

Esta não é a primeira vez que o nome de Jeremy Clarkson, uma das grandes estrelas da televisão, está envolto em polémica. Anteriormente, enfrentou uma série de protestos por ter chamado “egoístas” às pessoas que se atiram para debaixo de comboios. Quando declarou que os grevistas deviam ser alvejados foi obrigado a pedir desculpa. No ano passado, Clarkson recebeu um “aviso final” depois de ser acusado de racismo ao utilizar a palavra “nigger” num programa de Top Gear. Nessa altura, o diretor geral da BBC, Tony Hall, interveio e Clarkson não sofreu qualquer ação disciplinar.