O Utah aprovou nesta terça-feira um projeto de lei que prevê que nos casos em que não se disponha de injeções letais, os condenados à morte possam ser executados através da utilização de um pelotão de fuzilamento, diz o Jornal de Notícias.

A proposta vem na sequência do facto de em vários estados americanos se ter verificado um défice de injeções letais para executar prisioneiros condenados à morte, segundo a revista Visão.

Paul Ray, republicano e autor do diploma, justificou a opção dizendo que o fuzilamento em pelotão é uma alternativa menos cruel e mais rápida às injeções letais.

A proposta de lei foi esta terça-feira aprovada pelo Senado do Utah, com 18 votos a favor e 10 contra, diz o Jornal de Notícias. Aguarda-se agora a aprovação do governador Gary Herbert.

Se o projeto for aprovado, o Utah vai-se tornar no primeiro estado americano a aprovar tal medida.