Uma embalagem estranha e uma ameaça de bomba levou um agente dos Serviços Secretos americanos a interromper uma conferência de imprensa na Casa Branca, ordenando a evacuação da sala.

O porta-voz da Casa Branca foi interrompido e todos jornalistas presentes na sala foram levados para outro edifício do complexo da Casa Branca. Também o Capitol Hill, bairro em Washington D.C., e a zona norte da Casa Branca foram evacuadas, segundo a NBC.

Foi enviado um cão pisteiro dos Serviços Secretos para o local, antes do início da conferência de imprensa. As autoridades encontraram algumas embalagens que levantaram suspeitas. Um telefonema que ameaçava um ataque de bomba aumentou o risco da situação. Após uma investigação, as autoridades concluíram que era tudo um falso alarme.