George W. Bush não tem saudades de ser Presidente dos Estados Unidos. Mas tem saudades de tomar banho nos aviões da Air Force One. E, já agora… dos chefs de pastelaria da Casa Branca.

Foram estas as afirmações do 43.º líder dos EUA quando confrontado com o que é que sentia mais falta enquanto Presidente, numa rara aparição esta quarta-feira na Câmara do Comércio dos Estados Unidos, relata a Bloomberg.

“É bom estar de volta aqui, bem mais ou menos”, disse George W. Bush. A razão da visita a Washington foi para promover uma das suas causas pós-presidenciais: a de empregar veteranos de guerra. “Nos próximos cinco anos, um milhão de homens e mulheres corajosos vão completar o seu serviço militar e voltar à vida civil. A questão é: podemos ajudá-los de forma significativa?”, perguntou Bush à audiência.

“O que a maioria dos veteranos quer é que o seu serviço seja compreendido e apreciado por aquilo que é – uma experiência de formação nas suas vidas e uma fonte de competências e valores que os prepara para suceder na vida civil”, rematou.

George W. Bush acabou por confessar à audiência que aquilo de que tinha mesmo saudades durante o seu mandato era de interagir com agentes dos serviços de informação e veteranos. “Tenho saudades de ser o Comandante Supremo das Forças Armadas da nossa grande nação”, afirmou.

O ex-Presidente não mencionou o seu irmão mais novo, Jeb Bush, que irá concorrer à Presidência dos Estados Unidos em 2016. Será que se Jeb ganhar as eleições poderá voltar a matar saudades dos duches a 10 mil metros de altitude e dos bolos da Casa Branca?