O empresário Donald Trump é o candidato do partido Republicano à Casa Branca preferido pelos Estados Unidos nas eleições de 2016. Estes são os resultados de sondagens conduzidas pela revista britânica The Economist e do site de notícias Vox. Em segundo lugar – em ambas as estatísticas – encontra-se Jeb Bush, o irmão mais novo do ex-Presidente George W. Bush, que referiu esta semana que os americanos deveriam trabalhar mais horas para aumentar os seus salários.

Em cima, as sondagens do The Economist, e em baixo, do Vox:

https://twitter.com/ezraklein/status/619258401156165633

Apesar de poder ser “surpreendente” que Donald Trump se encontre à frente nas sondagens, o Vox tenta desmistificar porquê. “Os apoiantes de Trump podem estar mais a tentar afirmar-se do que a dizer realmente que vão votar em alguém que consideram um mero participante”, escreve Kathy Frankovic na plataforma YouGov. “Apenas um em cada cinco apoiantes de Trump pensam que este irá ganhar as primárias”, refere.

Por outro lado, Jeb Bush comentou recentemente num fórum em New Hampshire, nos Estados Unidos, que os norte-americanos “precisam de trabalhar mais horas e, através da sua produtividade, ganhar mais rendimentos para a suas famílias”, segundo o Guardian. O comentário foi altamente contestado pelos rivais do partido Democrata, que afirmaram que este estava fora do contexto das preocupações dos norte-americanos.

O ex-governador do Estado da Flórida afirmou que a declaração tinha o objetivo de destacar que uma melhoria na economia dos Estados Unidos poderia criar mais trabalhos a tempo inteiro.