São manhãs atarefadas em Silicon Valley, na baía de São Francisco. Entre a azáfama do trabalho, os engenheiros, os fundadores de startups e colaboradores de multinacionais saem finalmente para almoçar. E dirigem-se para o novo local da moda. Já pensou em almoçar num bar de strip? É que capital da tecnologia esta é a nova tendência. O sitio chama-se Gold Club e apesar de ter sido fundado em 1995, tornou-se famoso pelo seu buffet às sextas-feiras – por menos de 10 dólares – e… bem, o resto já sabe.

Todas as sextas-feiras, chegam ao Gold Club cerca de 300 pessoas para almoçar. Entre elas, encontram-se vários funcionários vindos do South of Market (SoMa) e do Financia District, onde se localizam várias empresas de tecnologia. O local tem “beneficiado do recente influxo de dinheiro das startups da região”, escreve a Forbes. Durante o dia (apenas), o clube fatura cerca de 13.600 euros.

Se alguns contestaram a prática, alegando que alimenta a desigualdade de género, promove a discriminação sexual e ajuda a cimentar uma cultura predominantemente masculina – que já domina no setor das tecnologias –, o Gold Club “não partilha esses receios” e abraça a indústria, posicionando-se como um local “onde os trabalhadores da tecnologia se divertem” tal como está escrito nos anúncios destinados a atrair os trabalhadores locais e os que estão de passagem por São Francisco.

Se ficou com curiosidade, fica aqui um vídeo do Gold Club feito pela revista Forbes.