A coligação PSD/CDS lança a partir deste sábado nas redes sociais uma campanha de balanço dos últimos quatro anos de governação, puxando por 18 indicadores positivos como, por exemplo, a redução da taxa de abandono escolar ou do preço dos medicamentos genéricos. A partir dos próximos dias, a palavra de ordem será falar apenas sobre o futuro uma vez que a coligação apresenta dentro de uma semana o seu programa eleitoral – é um dos últimos a fazê-lo, uma vez que tanto o PS, como o PCP ou o BE já divulgaram as suas promessas.

Estes são alguns dos cartazes que estão a circular nas redes sociais para ilustrar o balanço do trabalho de Pedro Passos Coelho e Paulo Portas.

Cartaz 3

Segundo o Instituto Nacional de Estatística, o índice de confiança em junho deste ano era de -18,4, um valor ao nível do registado em abril de 2002 (-17,2).

Cartaz 1

De acordo com os dados do Infarmed, o preço médio dos medicamentos genéricos era, em 2010, de 15,48%. No primeiro trimestre de 2015, estava nos 6,99 euros. De qualquer forma, a quota de consumo dos genéricos também aumentou de 31,4% em 2010 para 46,9% no primeiro trimestre deste ano. Apesar disto, a fatura que as famílias portuguesas pagam em medicamentos também aumentou, como pode verificar neste balanço da saúde feito pelo Observador.

Cartaz 2

No final de 2010, havia 4.318.471 pessoas isentas de taxas moderadoras. Em agosto de 2014, últimos dados disponibilizados pela Administração Central de Sistemas de Saúde, havia 5.802.543 pessoas.

Cartaz 4

A taxa de abandono escolar está em queda desde 2006. Quando este Governo tomou posse, a taxa estava nos 23% e hoje está nos 17,4%.

A lista de candidatos a deputados e o programa eleitoral da coligação só serão apresentados na última semana de julho. Dia 15 de agosto, os dois partidos, PSD e CDS, fazem um comício de rentrée na Quarteira, palco tradicional da festa do Pontal dos sociais-democratas.