Exploração Espacial

Equipa portuguesa ajuda a explorar o cometa Chury ao pormenor

Uma conversa casual, alguns aficionados da exploração espacial, 6.800 fotografias e muito engenho, criaram uma aplicação interativa para explorar cada recanto do cometa que a Rosetta persegue.

Imagem retirada da aplicação interativa

João Martinho Moura/ESA

Esta quinta-feira é um dia especial para a Agência Espacial Europeia (ESA): é a primeira vez que uma sonda acompanha um cometa enquanto este passa no ponto mais próximo do Sol. Para assinalar a data, a organização lançou uma ferramenta de visualização que permite explorar cada rugosidade e depressão do cometa que parece um pato de borracha – o 67P/Churyumov–Gerasimenko.

O projeto de visualização online – “View Rosetta’s comet” [“Ver o cometa da Rosetta”] – “nasceu de uma simples conversa. E concretizou-se graças ao trabalho de várias entidades envolvidas no projeto como a ESA, a TECField (portuguesa), a Science Office (portuguesa) e a EJR Quartz (holandesa)”, contou ao Observador João Martinho Moura, fundador da TECField e investigador de interação e arte digital da Universidade do Minho.

Uma conversa que começou numa sexta-feira como: ‘Não seria ótimo se pudéssemos ver o cometa de forma interativa?’, deixou o nosso colega Oliver Jennrich a pensar”, refere a ESA. “E na manhã da segunda-feira seguinte ele tinha criado um protótipo simples usando um modelo da forma [do cometa] que tinha sido desenvolvido por Mattias Malmer, um especialista em processamento de imagem e entusiasta do espaço a viver na Suécia. Mattias usou as imagens do NAVCAM em domínio público para criar este modelo e disponibilizou-o no seu próprio website.”

O projeto foi contando com outras colaborações incluindo o apoio das duas empresas portuguesas já tinham sido responsáveis pela criação de um software que permite processar, em tempo real, os dados adquiridos pela ESA em relação à viagem da Rosetta – “Where is Rosetta?” [“Onde está a Rosetta?”].

Em novembro de 2014, o equipamento NAVCAM da sonda Rosetta começou a tirar fotografias ao cometa e até 30 julho já tinham sido recolhidas e disponibilizadas mais de 6.800 imagens. Foram estas imagens que serviram de base ao software interativo que agora se apresenta.

Partilhe
Comente
Sugira
Proponha uma correção, sugira uma pista: [email protected]
Cancro

Ficção e realidade

João de Bragança

Neste Setembro Dourado para a comunidade que lida com o cancro infantil é tempo de contar histórias reais para alertar quem decide, quem não sabe o suficiente, para que também a realidade faça sentido

História

In memoriam de Franco Nogueira /premium

P. Gonçalo Portocarrero de Almada

“Um homem livre, recto e determinado que lutou, com paixão, pelas suas convicções e pelas suas ideias, (…) para recuperar o espírito que fez a grandeza de Portugal”.

Justiça

Extinguir o Tribunal Central de Instrução Criminal

João Miguel Barros

Escrever que a extinção do TCIC dá um sinal errado à opinião pública porque este foi o “tribunal que mandou prender Sócrates” é não compreender a essência do que é um Tribunal de Instrução Criminal.

Lisboa

Portagens e transporte público

Luís Campos e Cunha

Tal como em outras cidades, deveria existir uma portagem a todos os carros que entram em Lisboa. Se vêm de Sintra ou da Amadora, não importa, são viaturas que utilizam os equipamentos da cidade.

Só mais um passo

1
Registo
2
Pagamento
Sucesso

Detalhes da assinatura

Esta assinatura permite o acesso ilimitado a todos os artigos do Observador na Web e nas Apps. Os assinantes podem aceder aos artigos Premium utilizando até 3 dispositivos por utilizador.

Só mais um passo

1
Registo
2
Pagamento
Sucesso

Detalhes da assinatura

Esta assinatura permite o acesso ilimitado a todos os artigos do Observador na Web e nas Apps. Os assinantes podem aceder aos artigos Premium utilizando até 3 dispositivos por utilizador.

Só mais um passo

Confirme a sua conta

Para completar o seu registo, confirme a sua conta clicando no link do email que acabámos de lhe enviar. (Pode fechar esta janela.)