A EDP Renováveis estará a preparar a entrada na bolsa espanhola, através de uma filial, para a primeira semana de outubro, avança esta sexta-feira o jornal El Confidencial. A operação está a ser conduzida pelos bancos de investimento Citigroup e UBS.

A filial com que a empresa portuguesa pretende estrear-se no país vizinho, que se chamará EDPR Yield, terá uma capacidade instalada de quase 1.000 megawatts, controlando parques eólicos em Espanha, Portugal, França e Bélgica.

De acordo com o jornal espanhol, a EDP Renováveis – que foi autonomizada da EDP em 2008 e que tem sede fiscal em Oviedo, Espanha – vai atribuir 90% do seu fluxo de caixa anual em dividendos  e apresenta-se em bolsa com o seguinte cartão de visita: 50 milhões de euros em lucros, 250 milhões de EBITDA (resultados operacionais) e 320 milhões de euros em vendas.

O road show junto de investidores para a admissão em bolsa da empresa portuguesa deverá começar a 17 de setembro e o preço da cotação deverá ser fixado a 1 de outubro. O objetivo da operação é financiar o plano de crescimento, que integra investimentos de 500 megawatts por ano até 2017.