Barack Obama deu indicações à sua administração para que se prepare para receber, pelo menos, dez mil refugiados sírios durante o próximo ano, anunciou esta quinta-feira o porta-voz da Casa Branca, Josh Earnest.

Numa conferência de imprensa em Washington, Josh Earnest admitiu que o Obama pretende aumentar o nível de ajuda humanitária que já é fornecida pelos Estados Unidos da América e aceitar um maior número de refugiados sírios durante o próximo ano fiscal, que começa dia 1 de outubro.

“Temos consciência da escala deste problema e que existem milhões de pessoas que estão a ser afastadas das suas casas por causa desta violência”, disse o porta-voz da Casa Branca.

O processo de acolhimento de um refugiado nos Estados Unidos pode demorar entre 18 a 24 meses, de acordo com informações divulgadas pelo Departamento de Estado na quarta-feira. Este é o tempo que o Departamento de Segurança Nacional demora a confirmar se existem antecedentes criminais e terroristas.

PUB • CONTINUE A LER A SEGUIR

De acordo com o New York Times, desde o início do conflito, há mais de quatro anos, os Estados Unidos receberam apenas 1.300 refugiados. Há muito que, na Casa Branca, são realizadas reuniões sobre o conflito na Síria, que pode vir a tornar-se num dos temas centrais na campanha presidencial.