O Banco de Portugal alertou que a Paydif não está “nem nunca esteve” habilitada a exercer em Portugal qualquer atividade financeira supervisionada pelo banco central.

Em comunicado hoje divulgado, a instituição liderada por Carlos Costa informa que “sociedade comercial Paydif, Lda., atuando em seu próprio nome ou em nome de terceiros, não está na presente data – nem nunca esteve – habilitada a exercer em Portugal qualquer atividade financeira sujeita à supervisão do Banco de Portugal, designadamente as atividades de prestação de serviços de pagamento e de emissão de moeda eletrónica”.

Além disso, o Banco de Portugal alerta que “nenhuma sociedade detida e/ou gerida “por Carlos Patrício da Silva Santos e por Maria Isabel Calaça “está na presente data – ou alguma vez esteve – habilitada a desenvolver qualquer atividade financeira reservada às instituições sujeitas à supervisão”.