O Conselho da União Europeia (UE) aumentou hoje o nível de alerta para laranja, em conformidade com a avaliação das autoridades belgas para Bruxelas, salientando, em comunicado tratar-se de uma medida preventiva.

O aumentou do nível de alerta no conselho levou ao cancelamento de várias reuniões consideradas não essenciais mantendo-se, no entanto, a dos titulares da pasta das Finanças da zona euro (Eurogrupo) na qual participa a ministra portuguesa, Maria Luís Albuquerque.

Segundo adiantou fonte comunitária à Lusa, “a ameaça foi avaliada para toda a região de Bruxelas o que inclui as instituições bem como as escolas que delas dependem”.

Na base da declaração, no sábado, do nível de alerta 4 em Bruxelas está, segundo a mesma fonte “a forte probabilidade de se encontrarem nesta área metropolitana pessoas bem como armas e materiais explosivos com ligação aos ataques de Paris”.

PUB • CONTINUE A LER A SEGUIR

Os serviços de segurança das instituições europeias estão em permanente contacto com as autoridades belgas – que “prosseguem as buscas procurando evitar os riscos de um ataque neste território”, sublinhou.

Neste sentido, e a exemplo do Conselho da UE, também as outras instituições – Parlamento Europeu e Comissão Europeia – recomendam aos funcionários não indispensáveis que optem pelo teletrabalho.