A ministra do Mar, Ana Paula Vitorino, participa esta segunda-feira na primeira reunião com os seus homólogos da União Europeia (UE), em Bruxelas, para definir as possibilidades de pesca para 2016, negociações que costumam ser, tradicionalmente, duras e longas.

A proposta da Comissão Europeia para Portugal prevê subidas para a quota do carapau nas águas continentais portuguesas, em 2016, mas outras como areeiro, tamboril, raia e bacalhau deverão baixar.

No final dos trabalhos, que podem arrastar-se pela madrugada, os totais admissíveis de capturas e respetivas quotas nacionais são normalmente revistos em alta face à proposta de Bruxelas.

O ministro da Agricultura, Luís Capoulas Santos, também regressa esta segunda-feira a Bruxelas para reunir-se com o comissário europeu da tutela, Phil Hogan. Capoulas Santos foi eurodeputado durante dois mandatos e ministro da Agricultura entre 1998 e 2002.