Estalou o verniz no Partido Republicano. Donald Trump era o favorito nas sondagens, mas na primeira eleição de delegados para a escolha do candidato presidencial do partido, acabou em segundo lugar, com 24,3% dos votos, atrás de Ted Cruz, que conseguiu 26,7%.

Não satisfeito, Trump, que é seguido por seis milhões de utilizadores no Twitter, lançou esta quarta-feira suspeitas em relação à vitória de Cruz naquela rede social: “Ted Cruz não venceu no Iowa. Ele roubou a eleição. Foi por isso que todas as sondagens eram tão más e ele teve muito mais votos do que esperado”, escreveu o multimilionário norte-americano.

E acrescentou que, “devido à fraude cometida pelo senador Ted Cruz durante as eleições no Iowa, ou se realiza outa eleição ou os votos de Cruz são anulados”. Donald Trump afirma que, durante os caucus (as assembleias populares que no Iowa escolhem os candidatos de cada um dos partidos às presidenciais de 8 de novembro), a equipa de campanha de Ted Cruz enviou e-mails a apoiantes de Ben Carson dizendo que o candidato republicano tinha abandonado a corrida à Casa Branca — o que não é verdade –, razão pela qual muitos dos votantes em Carson votaram em Cruz.

A equipa de campanha de Ted Cruz já endereçou um pedido de desculpas a Ben Carson, dizendo que tudo não passou de um mal-entendido. Por sua vez, o porta-voz de Cruz, Rick Tyler, criticou na CNN a postura de Donald Trump face à derrota, acusando-o de estar “a tentar ser o centro das atenções”. Uma coisa é certa, os dois, Trump e Cruz, assim como os restantes candidatos republicanos ainda com ambições de assentar arriais na Sala Oval, estão em campanha no New Hampshire, que realiza as suas primárias no dia 9 de fevereiro.