Putin e Trump beijam-se num graffiti na Lituânia

Em Vilnius, na Lituânia, Valdimir Putin e Donald Trump dão um beijo na boca, no muro de uma hamburgueria. É um graffiti de um artista local, mas que já está a dar a volta ao mundo.

Vladimir Putin, o presidente russo, e Donald Trump, na corrida dos candidatos à presidência dos Estados Unidos, dão um beijo na boca — é um graffiti, desenhado na parede de uma hamburgueria em Vilnius, a capital da Lituânia. O trabalho foi revelado na quinta-feira, pelo dono da Keulė Rūkė, o restaurante, e chamou a atenção da imprensa internacional.

Dominykas Ceckauskas, dono da pequena hamburgueria, que também vende costeletas de porco no churrasco, encomendou um mural provocatório para decorar a parede frontal do estabelecimento. A imagem, da autoria de Mindaugas Bonanu, um artista local, alude à famosa fotografia de 1979, em que o líder soviético Leonid Brezhnev beija o seu aliado comunista Erich Honecker na boca (em tempos um modo formal de demonstrar afeto fraternal), que também foi, mais tarde, graffitada numa parede em Berlim.

leonid kiss berlim

Num post no Instagram, a Keulė Rūkė agradece a todos a atenção dos últimos dias: “Desde a Reddit ao Washington Post muito obrigado pelo apoio. Sempre acreditámos que a pequena e libertária churrasqueira situada na fronteira da NATO com a Rússia um dia se tornaria viral. Não parem de beijar, pessoal.”

Em entrevista à AFP, o dono da hamburgueria, explicou a ideia:

Vemos muitas semelhanças entre estes dois ‘heróis’, Trump e Putin. Os dois têm egos enormes e é divertido ver que se estão a dar tão bem.”

Trump, que lidera a corrida para representar os republicanos nas próximas eleições presidenciais dos Estados Unidos, tem demonstrado maior abertura para um entendimento com Vladimir Putin, apesar das relações tensas entre os dois países.

“Este graffiti expressa o medo de alguns lituanos de que Donald Trump se submeta a Vladimir Putin e venha a ser indiferente às preocupações de segurança da Lituânia”, explicou um professor do Instituto de Relações Internacionais e Ciência Política de Vilnius, à AFP.

“Trump já afirmou que Putin é um líder forte e que a NATO é obsoleta e cara”, frisou o professor.

Recomendamos

Populares

Últimas

A página está a demorar muito tempo.