As autoridades do Canadá informaram esta quarta-feira que o incêndio de grande dimensão de Fort McMurray, no noroeste do país, que obrigou à retirada de mais de 90 mil pessoas em maio foi “provavelmente” causado pela “atividade humana”.

As causas do incêndio estão ainda sob investigação para determinar se foi um ato criminoso.

As autoridades da província de Alberta, onde teve início o fogo florestal, explicaram que o incêndio – apelidado no Canadá como “a besta” – continua em curso, mas está contido e não deverá crescer.

O incêndio, detetado a 1 de maio a poucos quilómetros a sul da localidade de Fort McMurray, consumiu 5.900 quilómetros quadrados de floresta.

PUB • CONTINUE A LER A SEGUIR

A rápida expansão do incêndio obrigou à retirada da população de Fort McMurray a 3 de maio.

O incêndio destruiu cerca de 10% de Fort McMurray, uma cidade com cerca de 80 mil habitantes, mas não causou mortos ou feridos.