A Guarda Nacional Republicana (GNR) registou 1.056 infrações numa operação de fiscalização a veículos pesados, a “TISPOL — Truck and Bus Operation”, que ocorreu de 25 a 28 de julho em todo o território nacional.

Através da operação “TISPOL – Truck and Bus Operation”, a GNR intensificou a fiscalização aos veículos de passageiros e mercadorias, “no sentido de prevenir e identificar infrações relacionadas com este tipo de veículos e respetivos transportes (pessoas e bens)”, refere a GNR em comunicado.

No total, 1.963 condutores foram fiscalizados e registaram-se 1.056 contraordenações, sendo que 283 foram registadas por excesso ou deficiente acondicionamento/disposição da carga transportada e 105 relacionadas com tacógrafos, como o não cumprimento dos tempos máximos de condução e tempos de pausas e repouso obrigatório.

Foram ainda registadas 72 contraordenações por excesso de velocidade.

Segundo a GNR, uma das preocupações destas ações de fiscalização foram a verificação dos tempos de repouso e de condução, tendo em conta os riscos associados ao elevado número de horas de condução.