Uma semana após o sismo de 6,2 em Itália, o jornal francês Charlie Hebdo lançou um cartoon em que compara as vítimas do sismo em Itália com pratos italianos. Esta gravura está a causar polémica nas redes sociais.

Em causa está uma gravura intitulada como “Um sismo à Italiana”, que saiu na última edição do jornal. O primeiro ferido retratado no cartoon surge com ligaduras ensanguentadas ao que o jornal chamou de “massa com molho de tomate”. O segundo ferido que tem queimaduras é descrito como “massa gratinada”. Por último, aparecem vários mortos por entre os escombros ao que os cartoonistas chamaram de “lasanha”.

O cartoon tem circulado nas redes sociais e já foi criada a hashtag #IononsonoCharlie (Eu Não sou Charlie). No entanto, há também quem defenda a liberdade de expressão: “Oh #Charliehebdo continua a praticar a tua liberdade de expressão, nós muçulmanos estamos bem com esta piada”

https://twitter.com/OthyJtg/status/771673477254377472

Esta não é a primeira vez que o jornal, que sofreu um atentado terrorista em 2015, é criticado pelas suas gravuras. O cartoon tem a assinatura de “Félix”.

Texto editado por Vítor Matos